Brasil: Empresas do setor hoteleiro são acusadas de oferecerem condições precárias de trabalho e causarem problemas de saúde, principalmente das camareiras

Author: Alexandre Bezerra e Antonio Biondi, Repórter Brasil (Brasil), Published on: 30 January 2017

“O que hotéis não contarão a seus hóspedes neste verão-Empresas do setor hoteleiro desrespeitam os direitos de seus trabalhadores, sobretudo das camareiras, com baixos salários, jornadas excessivas e acúmulo de funções”, 10 de janeiro de 2017

Jornadas excessivas de trabalho sem remuneração adicional, acúmulo de funções, remuneração baixa mesmo em se tratando de um dos setores da economia que mais cresce no mundo, episódios frequentes de assédio moral e sexual e baixo grau de proteção institucional aos empregados. Essa é a realidade a qual as trabalhadoras e trabalhadores do setor hoteleiro têm de conviver diariamente, em especial as camareiras – a subcategoria mais numerosa e considerada a mais desprotegida e explorada do segmento. A receita dos hotéis brasileiros registra dez anos seguidos de crescimento...Os resorts foram os estabelecimentos que mais se beneficiaram...Camareira de uma grande rede localizada nas imediações do Shopping Ibirapuera,...[em]...São Paulo, a trabalhadora Luzinete...discorre...sobre a invisibilidade e a vulnerabilidade das trabalhadoras desse setor. Luzinete alerta...para o excesso de trabalho e esforço, e para os consequentes problemas de saúde das trabalhadoras e trabalhadores – algo ignorado pelas redes. “O que importa é o relatório com as metas de limpeza e arrumação. Nós não existimos”...[D]urante as Olímpiadas do Rio de Janeiro, ao menos quatro casos de assédio sexual e estupro foram denunciados por camareiras na Vila Olímpica...

[Há menção à JLL]

Read the full post here