hide message

Hello! Welcome to the Resource Centre.

We hope you find our free tools and resources useful. Did you know we also work directly with community advocates, providing them with the skills and resources to document corporate human rights abuses and effectively communicate with business?

This is only possible through generous donations from people like you.

Please consider supporting our work.

Thank you,
Phil Bloomer, Executive Director

Donate now hide message

Brasil: Domésticas filipinas são escravizadas em São Paulo, trabalhando por meses sem descanso e sem alimentação suficiente; autoridades autuam empresas envolvidas

Author: Piero Locatelli, Repórter Brasil (Brazil), Published on: 8 August 2017

“Domésticas das Filipinas são escravizadas em São Paulo-Trabalhando por meses sem descanso e sem alimentação suficiente, imigrantes viviam em situação de trabalho escravo dentro de condomínio de alta renda”, 31 de julho de 2017

…[T]rês…[filipinas]...estavam em situação análoga ao trabalho escravo em casas na região metropolitana de São Paulo…[C]hegavam a trabalhar 16 horas por dia, em jornadas que ocupavam todo o período em que estavam acordadas…[F]oram parar no hospital após vomitarem e sentirem tontura devido à falta de alimentação adequada e ao trabalho ininterrupto…O crime foi caracterizado pela combinação de jornada exaustiva, servidão por dívida e trabalho forçado…[pelo]...Ministério do Trabalho…[que]... passou as informações para a Defensoria Pública da União,...que deve entrar com ações individuais pedindo verbas rescisórias e danos morais aos empregadores…[T]ambém foram passados para o Ministério Público do Trabalho…[A]uditores do trabalho estão fiscalizando 130 empregadores, que serão intimados a apresentar os documentos de 180 trabalhadores domésticos – a grande maioria...filipinos, mas...há...nepaleses. As três trabalhadoras foram agenciadas pela Global Talent, empresa especializada na contratação de domésticas estrangeiras…[e que]...será multada pelo Ministério do Trabalho por irregularidades no processo de visto, mas não foi responsabilizada pelo crime de trabalho escravo…[A]...Global Talent afirmou desconhecer o “teor das constatações” do Ministério do Trabalho...[A]uditores fiscais também encontraram...irregularidades entre filipinas funcionárias do hotel e spa Lake Villas, que se intitula o “hotel de luxo em São Paulo mais premiado do Brasil”...[A]lguns funcionários do hotel receberam apenas metade do salário previsto em contrato durante 18 meses. A suspeita é de que esse valor tenha sido usado para pagar as dívidas contraídas pelos empregados para a viagem ao Brasil...O hotel tampouco oferecia alimentação adequada aos trabalhadores...Também foram apontadas outras irregularidades, como sonegação do INSS e do FGTS, e máquinas que traziam riscos aos trabalhadores. A Repórter Brasil buscou contato com o hotel por telefone e foi informada de que eles não se pronunciarão a respeito do caso...As trabalhadoras agenciadas pela Global Talent entravam no Brasil de dois modos diferentes…[:]...através de...agência filipina e...através de...empresa brasileira, a Serviços de Domésticas e Babás Internacionais (SDI)...[que]...trazia os trabalhadores como turistas e regularizava sua situação por meio da solicitação de refúgio ou de visto de trabalho. A reportagem procurou a SDI, mas não obteve resposta.

 

Read the full post here