This piece of content is part of a larger story, but that story is not available in your language. We do still recommend you read this content in the context of this story:

Brasil: 70 assassinatos em conflitos por terra, novo recorde e maior número desde 2003, afirma Comissão Pastoral da Terra que foi vítima de ataque hacker

Author: Cristiane Passos, Comissão Pastoral da Terra/CPT (Brazil), Published on: 17 April 2018

“Assassinatos no campo batem novo recorde e atingem maior número desde 2003”, 16 de abril de 2018

...Mesmo com o atraso em sua publicação, a CPT torna públicos hoje os dados de assassinatos em conflitos no campo ocorridos no ano de 2017. Novamente esse tipo de violência bateu recorde, e atingiu o maior número desde 2003, com 70 assassinatos (confira aqui a tabela). Um aumento de 15% em relação ao número de 2016. Dentre essas mortes, destacamos 4 massacres ocorridos nos estados da Bahia, Mato Grosso, Pará e Rondônia...O...Pará lidera o ranking de 2017 com 21 pessoas assassinadas, sendo 10 no Massacre de Pau D’Arco; seguido pelo estado de Rondônia, com 17, e pela Bahia, com 10 assassinatos. Dos 70 assassinatos em 2017, 28 ocorreram em massacres, o que corresponde a 40% do total. Em agosto de 2017, a CPT lançou uma página especial na internet (https://cptnacional.org.br/mnc/index.php) sobre os massacres no campo registrados de 1985 a 2017. Foram 46 massacres com 220 vítimas ao longo desses 32 anos...A CPT registra os dados de conflitos no campo de modo sistemático desde 1985. Entre os anos de 1985 e 2017...registrou 1.438 casos de conflitos no campo em que ocorreram assassinatos, com 1.904 vítimas…[A]penas 113 foram julgados,...8% dos casos,...31 mandantes dos assassinatos e 94 executores foram condenados…[I]mpunidade...A partir do segundo semestre de 2017, a Secretaria Nacional da CPT, situada em Goiânia (GO), sofreu seguidos ataques hackers, orquestrados e direcionados a setores estratégicos, que forçaram a limitação do funcionamento de seus servidores na tentativa de manter a segurança do sistema, o que acabou comprometendo o desempenho das tarefas diárias da Pastoral. O Centro de Documentação Dom Tomás Balduino, responsável pela catalogação e compilação dos dados de conflitos no campo divulgados pela entidade, foi prejudicado, atrasando o fechamento do relatório anual da CPT, o “Conflitos no Campo Brasil”…Esses ataques podem, também, fazer parte do processo de criminalização empreendido contra organizações e movimentos sociais de luta...

 

Read the full post here