hide message

Hello! Welcome to the Resource Centre.

We hope you find our free tools and resources useful. Did you know we also work directly with community advocates, providing them with the skills and resources to document corporate human rights abuses and effectively communicate with business?

This is only possible through generous donations from people like you.

Please consider supporting our work.

Thank you,
Phil Bloomer, Executive Director

Donate now hide message

Brasil: Atingidos vão a Londres buscar justiça três anos após o desastre no Rio Doce

.London protest Brazilian affected communities Rio Doce disaster_No terceiro aniversário do rompimento da barragem da Samarco, integrantes de comunidades atingidas visitam Londres para encontros com a BHP Billiton, sociedade civil, parlamentares e investidores. A viagem teve apoio do Centro de Informação sobre Empresas e Direitos Humanos, Caritas Brasil e Fundação Ford.

Get RSS feed of these results

All components of this story

Article
+ Português - Hide

Author: G1 Minas (Brazil)

“Agenda internacional começou nesta segunda-feira (5) com ato no Rio Tâmisa. BHP manifestou ‘sinceras desculpas pelo acidente’ e disse que se comprometeu a acompanhar os atingidos junto à Fundação Renova”, 5 de novembro de 2018

Atingidos pelo rompimento da barragem da Samarco, em Mariana (MG), e representantes da instituição de ajuda humanitária Cáritas...[estiveram]...em Londres, na Inglaterra...[,]...para chamar atenção de autoridades internacionais para o maior desastre ambiental brasileiro. A tragédia, que deixou 19 mortos, completou três anos. Um ato foi realizado no Rio Tâmisa...[A]...ação tem o apoio do Centro de Informação sobre Empresas e Direitos Humanos e da Fundação Ford...[A]...intenção...[é]...denunciar o que consideram ser violação de direitos por parte das mineradoras Samarco, as controladoras BHP e Vale, e a Fundação Renova, criada mediante acordo para conduzir as ações de reparação. A Fundação Renova afirmou em nota que as manifestações são legítimas e está aberta ao diálogo. Não reconhece, porém, que há atrasos e violações nas assistências aos atingidos...[U]ma carta de reivindicações e um documento com o histórico do desastre foi preparado para se entregue...[A]...agenda internacional...inclui encontros com acionistas da BHP Billiton, parlamentares, organizações não governamentais e imprensa...[A]...BHP...manifestou "sinceras desculpas pelo acidente"...

Read the full post here

Article
+ Português - Hide

Author: Redação Catraca Livre, (Brazil)

 “A tragédia completou três anos nesta segunda-feira, 5”, 5 de novembro de 2018

 

Três anos após o desastre em Mariana (MG), uma comitiva formada por atingidos de diferentes comunidades ao longo da Bacia do Rio Doce chegou em Londres...[N]a agenda...[,]...estão previstos encontros com acionistas da BHP Billiton, parlamentares britânicos, organizações não governamentais e veículos de imprensa. Serão entregues, para todos os interlocutores, uma carta de reivindicações e um documento com o histórico do desastre e denúncias de violações de direitos por parte das mineradoras (Samarco, Vale e BHP) e da Renova...[N]este dia 5 foi realizado o ato “Mariana 3 anos depois”, no Rio Tâmisa, pela comitiva de atingidos com o apoio de ONGs da Inglaterra...[P]articipam da comitiva, Douglas Krenak, representante das comunidades tradicionais e povos indígenas da Bacia do Rio Doce; Joice Miranda, atingida de Barra do Riacho, Aracruz (ES); Mauro Marcos da Silva, atingido de Bento Rodrigues; Mônica Santos , atingida de Bento Rodrigues e Romeu Geraldo, atingido de Paracatu de Baixo. A ação tem o apoio do Centro de Informação sobre Empresas e Direitos Humanos, Cáritas Brasileira e Fundação Ford...[P]aralelamente à viagem a Londres...[,]...atingidos...se reunirão com a comissária presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), a jamaicana Margarette May Macaulay...[E]les denunciam a violação cotidiana de direitos e afirmam que a situação dos atingidos não tem encontrado solução justa e eficaz no Brasil. Desta forma, pedirão à comissária da CIDH que o caso seja denunciado junto à Corte Interamericana de Direitos Humanos...

Read the full post here

Article
+ Português - Hide

Author: Gabriel Ronan, Jornal Estado de Minas (Brazil)

"Prejudicados pela tragédia de Mariana condenaram as medidas de reparação de danos adotadas pela Renova; também se reuniram com diretores da BHP Billinton, controladora da Samarco ao lado da Vale", 5 de novembro de 2018

Cinco pessoas atingidas pelo tsunami de lama e rejeitos provocado pelo rompimento da barragem de Fundão se manifestaram...em Londres. No dia em que a tragédia completa três anos, a comitiva condenou a atuação da Fundação Renova, criada para reparar os danos do desastre ambiental...[“N]ós viemos para Londres para questionar as atrocidades que a Fundação Renova tem cometido conosco...”, explica Mauro Marcos da Silva, integrante da comitiva e atingido de Bento Rodrigues. Além dele, o grupo é composto por Douglas Krenak, representante das comunidades tradicionais e povos indígenas da Bacia do Rio Doce; Joice Miranda, atingida de Barra do Riacho, comunidade de Aracruz (ES); Mônica Santos, vinculada a Bento Rodrigues; e Romeu Geraldo, ligado ao distrito de Paracatu de Baixo...[A]...comitiva vai apresentar dois documentos aos interlocutores: uma carta de reivindicações e um histórico do desastre e das denúncias de violações...[A]...Fundação Renova informou que “entende como legítima a manifestação dos atingidos e reafirma seu compromisso com o diálogo para a construção conjunta de soluções”. Também disse que “as questões levantadas (pela comitiva) já vêm sendo tratadas e têm sido enfrentadas com empenho, disposição para negociar, transparência e comprometimento com a maior ação de recuperação ambiental, social e econômica em construção no país”...

Read the full post here

NGO rejoinder
+ Português - Hide

Author: Jucelene Rocha, Vatican News, (Brazil)

 

 “Atingidos pelo rompimento da barragem de rejeitos da Samarco, em Mariana (MG), denunciam violações de direitos e reivindicam a garantia de reparação justa e integral aos danos causados para comunidades e famílias da Bacia do Rio Doce”, 3 de novembro de 2018

As pessoas e comunidades atingidas pela lama de rejeitos que varreu a Bacia do Rio Doce, nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, após o rompimento da Barragem de Fundão, continuam vivendo o drama da luta pela conquista de direitos, pela saúde das populações envolvidas e pela cura do rio...[E]m Londres...[,]...uma comissão representando os atingidos...faz esta viagem internacional para entregar em mãos para parlamentares, organizações da sociedade civil e imprensa, uma Carta de Reivindicações. A Carta pede reparação justa e integral...[A]pesar de ter sido criado em 2016 para atuar na identificação e indenização dos atingidos, coordenar medidas relacionadas à recuperação de terra e água, como, por exemplo, o manejo de rejeitos, e também ações gerais de reconstrução e infraestrutura, a atuação da Fundação Renova tem se mostrado ineficiente e pouco comprometida com a reparação integral dos danos causados aos atingidos...[O]utra importante reivindicação presente na Carta diz respeito ao compromisso e o respeito com a história das populações atingidas...

Read the full post here

Article
+ Português - Hide

Author: Comissão de Atingidos e Atingidas Pela Barragem de Fundão de Mariana e Cáritas Brasileira Regional Minas Gerais, Justificando (Brazil)

 “3 anos do rompimento: atingidos apresentam reivindicações e fazem balanço sobre Mariana”, 25 de outubro de 2018

Atingidos...[anunciam]...viagem de grupo de atingidos a Londres para denunciar atrasos e violação de direitos por parte das mineradoras...[À]s vésperas do maior desastre socioambiental do país completar três anos, atingidos pela lama da barragem de Fundão, de propriedade da mineradora Samarco, denunciam mais uma vez violações de direitos, atrasos, falta de participação nas decisões e ações da Fundação Renova para que sejam feitos acordos desfavoráveis às vítimas...[A]...situação das vítimas segue dramática...[P]ara eles, é necessário que os poderes públicos garantam remediação efetiva dos danos, em um processo que contemple todas os passos previstos pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pelo Sistema Interamericano de Direitos Humanos: mitigação, restituição, compensação, reabilitação, satisfação e não-repetição. Nada menos do que isso...[E]starão à disposição da imprensa, três representantes de comunidades atingidas. Assessores técnicos dos atingidos e atingidas de Mariana estarão presentes e poderão tirar dúvidas e fornecer informações mais específicas sobre temas relacionados à reparação das vítimas...

Read the full post here