Estados Unidos: Bayer pagará mais de 10 bilhões de dólares para resolver ações que alegam que os seus herbicidas à base de glifosato causam câncer

Author: El País (Brasil), Published on: 30 June 2020

“Bayer aceita pagar 10,9 bilhões de dólares às vítimas do herbicida Roundup. Gigante alemã encerra definitivamente dezenas de milhares de processos pelo pesticida da Monsanto, após passar anos negando que ele cause câncer”, 24 de Junho de 2020

A Bayer...aceitou um acordo para pagar 10,9 bilhões de dólares...para arquivar dezenas de milhares de ações judiciais relativas a casos de câncer supostamente provocados por um de seus pesticidas. A empresa calcula que o acordo afeta 75% dos atuais queixosos, estimados em 125.000, e 95% dos casos que chegariam a julgamento. Em apenas dois anos, as ações contra o herbicida Roundup deixaram de ser uma mera curiosidade em um tribunal de San Francisco para se tornar uma confusão jurídica que ameaçava derrubar o valor de mercado da Bayer.

Nesse período, foram se acumulando precedentes que indicavam um risco importante para a Bayer caso ela insistisse em continuar lutando para defender a segurança de seus pesticidas. No centro do caso se encontra o glifosato, o princípio ativo dos pesticidas Roundup e Ranger Pro. O primeiro é o pesticida de uso comum mais vendido do mundo. O glifosato foi desenvolvido pela Monsanto na década de 1970. Não existem provas definitivas de que esse herbicida provoque câncer ―autoridades reguladoras dos EUA e Europa consideram que o produto é seguro, tal como está etiquetado. Entretanto, em 2015 a Organização Mundial da Saúde concluiu que era “provavelmente cancerígeno”...Em um comunicado...a empresa afirma que o acordo não inclui nenhuma exigência de rotular o Roundup como cancerígeno... 

Read the full post here

Related companies: Bayer Monsanto (part of Bayer)