Dissimuler ce message

Bonjour! Bienvenue au Centre de Ressources sur les Entreprises et les Droits de l’Homme.

Nous espérons que vous appréciez les outils et ressources que nous mettons à votre disposition gratuitement. Saviez-vous que nous travaillons aussi directement avec des défenseurs des communautés et des défenseurs des droits, en leur fournissant les compétences et les ressources nécessaires pour documenter les violations des droits de l’homme et pour communiquer efficacement avec les entreprises ?

Ceci n’est possible que grâce aux dons généreux de personnes comme vous.

Merci de soutenir notre travail.

Je vous remercie,
Phil Bloomer, Directeur Exécutif

Faire un don maintenant Dissimuler ce message

Brasil: Juiz do trabalho condena empresa por pagar salário expressivamente menor a funcionárias

Auteur: Mariana Muniz, JOTA (Brazil), Publié le: 14 August 2018

 Operadora de torno CNC recebia salário final de R$ 8,29 por hora, enquanto homens recebiam cerca de R$15 a mais”, 9 de agosto de 2018

Por entender que o empregador pagava deliberadamente menos às mulheres que exerciam as mesmas funções que os homens, o juiz do Trabalho Lucas Falasqui Cordeiro, da Vara do Trabalho de Itapira, em São Paulo, condenou uma empresa ao pagamento de R$ 50 mil a uma ex-funcionária que entrou com uma reclamação trabalhista após ser demitida em 2015...[O]...magistrado determinou também o pagamento das diferenças entre o que recebia a ex-empregada e seus colegas homens...[A]...mulher, que atuava como operadora de torno CNC, recebia salário final de R$8,29 por hora...[S]eus pares homens recebiam cerca de R$15 a mais...[“O]...direito a salário igual entre aqueles que exercem trabalho de igual valor está previsto no artigo 461 da CLT, e possui fundamento constitucional do princípio da igualdade, forte no artigo 5º da CF”...[,]...afirmou o juiz...[I]ndagada, a empresa não soube precisar o porquê da diferença de salário, sobretudo pelo fato de que a autora tinha mais tempo de trabalho do que a testemunha ouvida durante o processo...[O]s depoimentos permitiram concluir que a prática não era apenas com a ex-funcionária...[,]...mas com todas as mulheres...[A]...advogada Maíra Recchia Calidone, na defesa da ex-funcionária, afirmou...que entrou com embargos de declaração para que o juiz aprecie um outro pedido feito na inicial: o de que toda a empresa tenha que assistir palestras sobre a discriminação salarial das mulheres...

Tout lire