abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapelocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewprofilerefreshnewssearchsecurityPathtagticktooltiptwitteruniversalityweb
Artigo

Brasil: Acampamento do MST na Paraíba ocupado por 450 famílias é invadido e lideranças são assassinados

“Líderes do MST são mortos a tiros por encapuzados em acampamento na Paraíba”, 9 de dezembro de 2018

Dois militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) foram mortos a tiros...[em 8 de dezembro]...no interior de um acampamento, no município de Alhambra, a 45 km da capital da Paraíba...[C]riminosos encapuzados invadiram o acampamento D. José Maria Pires, foram ao local e assassinaram os dois homens que estavam jantando...[A]s vítimas eram Rodrigo Celestino e José Bernardo da Silva, conhecido como Orlando. Eles foram identificados pelo movimento como coordenadores do acampamento. Para o MST, este fato "evidencia o caráter de crime para intimidar a luta pela terra". Não há, até o momento, informações oficiais sobre a motivação dos crimes...[D]e acordo com a 1ª Companhia da PM de Alhambra, foram recolhidas no local cápsulas de espingarda calibre 16 e de revólver calibre 38...[A]tualmente, no local vivem 450 famílias que fazem cultivo de subsistência...[E]m nota, o MST pediu a punição dos assassinos dos trabalhadores rurais. "Nestes tempos de angústia e de dúvidas sobre o futuro do Brasil, não podemos deixar os que detêm o poder político e econômico traçar o nosso destino. Portanto, continuamos reafirmando a luta em defesa da terra como central para garantir dignidade aos trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade”...

Story timeline