abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthC4067174-3DD9-4B9E-AD64-284FDAAE6338@1xinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapeline, chart, up, arrow, graphlocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewArtboard 185profilerefreshIconnewssearchsecurityPathStock downStock steadyStock uptagticktooltiptwitteruniversalityweb
Artigo

21 Fev 2017

Author:
João Flores da Cunha, Instituto Unisinos-Adital (Brazil)

Brasil: Com. Int. de Direitos Humanos condena assassinato de 14 defensorxs do direito à terra e a recursos naturais em 2017 na América Latina

“14 ativistas de direitos humanos foram mortos em 2017 na América Latina, alerta CIDH”, 10 de fevereiro de 2017

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos – CIDH denunciou que 14 defensores de direitos humanos foram assassinados na América Latina desde o início de 2017...[E]xpressou sua “profunda preocupação”...[em]...comunicado no dia 7-02 para alertar sobre os números...“...[R]eitera sua preocupação pelas pessoas defensoras dos direitos à terra e aos recursos naturais, e as pessoas defensoras indígenas e afrodescendentes que continuam enfrentando grandes riscos de violência”. Sete dos homicídios ocorreram na Colômbia; dois, na Guatemala; dois no México e três na Nicarágua. Há um aumento “devastador da violência contra...pessoas que se opõem a projetos de extração ou de desenvolvimento, ou que defendem o direito à terra e aos recursos naturais dos povos indígenas na região”, notou a CIDH. A situação da Colômbia causa especial preocupação...Desde a assinatura do acordo inicial de paz entre o governo e as  Farc, em setembro de 2016, 40 líderes sociais foram mortos...No México, foram assassinados neste ano os ambientalistas Isidro Baldenegro e Juan Ontiveros...[que]...defendiam os direitos do povo rarámuri...