abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapeline, chart, up, arrow, graphlocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewArtboard 185profilerefreshnewssearchsecurityPathStock downStock steadyStock uptagticktooltiptwitteruniversalityweb
História

Brasil: Consulta sobre medidas adotadas em relação ao COVID-19 e trabalhadores/as em suas cadeias produtivas

Organizações da sociedade civil brasileira, como Conectas, Associação dos Empregados Rurais do Sul de Minas Gerais (ADERE-MG), Confederação Nacional dos Trabalhadores Assalariados e Assalariadas Rurais (CONTAR) e Business & Human Rights Resource Centre, especializadas em acompanhar as ações de empresas nacionais e multinacionais, contataram associações empresariais e seus associados, pedindo informações sobre as medidas adotadas para garantir a segurança no trabalho em relação ao COVID-19 daqueles e daquelas que durante a epidemia continuaram a trabalhar em setores e atividades consideradas essenciais, como postos de produção e distribuição de alimentos, energia, remédios, dentre outros.

O documento endereçado às empresas levou em conta as recomendações e normas brasileiras elaboradas pelos as autoridades de fiscalização e pela Organização Mundial da Saúde.

Essa história inclui respostas das seguintes empresas:

Respostas da empresa

Atento (part of Bain Capital) Ver resposta
AmBev (part of Anheuser-Busch InBev) Ver resposta
Cargill Ver resposta
Leroy Merlin Ver resposta
Odebrecht Ver resposta
Tradelink Ver resposta
Santander Ver resposta
Aço Verde Brasil Ver resposta
Cemig Ver resposta
Maxi Service Ver resposta
Grupo Ipiranga Ver resposta
Viena Siderúrgica S.A Ver resposta
Minerva Foods Ver resposta
SulAmerica Ver resposta

Story Timeline