abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapelocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewprofilerefreshnewssearchsecurityPathtagticktooltiptwitteruniversalityweb
Artigo

Brasil: COVID-19 e negligência do Governo Federal impactam ainda mais as comunidades afetadas pela poluição corporativa

“Brasil: Pandemia afeta desproporcionalmente as comunidades afetadas pela poluição de empresas e esquecidas pelo Estado”, 29 de abril de 2020 

...Após décadas sofrendo as consequências da poluição e danos irreversíveis à saúde e ao meio ambiente causados ​​pelas empresas siderúrgicas e de carvão, trabalhadores e comunidades como Piquiá de Baixo estão hoje em uma situação de vulnerabilidade particular à pandemia de Covid-19. A negligência histórica do Estado pelas comunidades nessa situação não apenas as torna mais propensas ao contágio, mas também a sofrer consequências drásticas sobre a saúde, que já foram prejudicadas pela exposição à poluição. O Brasil se tornou o maior epicentro da contaminação por Covid-19 na América Latina, agravado pela negligência do governo de Jair Bolsonaro na gestão da crise. As autoridades subestimaram irresponsavelmente os perigos do COVID, semeando discórdia e aumentando a instabilidade. Essa atitude ameaça seriamente a vida das comunidades mais vulneráveis, como Piquiá de Baixo, afetada há décadas pela poluição industrial. Apesar da crise da saúde, empresas como Viena Siderúrgica e Aço Verde Brasil, que fazem parte da cadeia de distribuição da Vale SA, continuam operando como de costume, colocando em risco a vida de centenas de pessoas vulneráveis. Os habitantes de Piquiá de Baixo sofrem das principais doenças respiratórias crônicas que tornam jovens e idosos extremamente vulneráveis ​​à pandemia...