abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapelocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewprofilerefreshnewssearchsecurityPathtagticktooltiptwitteruniversalityweb
Artigo

Brasil: HSBC aponta que JBS não tem plano para garantir que sua carne não venha de áreas desmatadas

“HSBC mostra insatisfação com JBS por inação em relação ao desmatamento”, 12 de Agosto de 2020

Analistas do banco britânico HSBC demonstraram preocupação com a abordagem da companhia brasileira JBS em relação ao desmatamento no Brasil e discutiram sobre potenciais impactos em investimentos na gigante do setor alimentício.

Um relatório do banco obtido pelo Bureau of Investigative Journalism (TBIJ)...apontou que os analistas do HSBC acreditam que o frigorífico "não tem visão, plano de ação, cronograma, tecnologia e soluções" para monitorar sua cadeia de fornecimento de carne e evitar que o gado processado em suas fábricas não tenha ligação com áreas desmatadas na Amazônia...em parceria com o jornal The Guardian, o TBIJ  ainda apontou que os analistas do banco questionaram a JBS "múltiplas vezes" sobre...plano para abordar a questão do desmatamento. Os analistas, segundo o  TBIJ, ficaram insatisfeitos e apontaram que "JBS está sob pressão".

...analistas do banco ainda apontaram que a JBS permitiu que um concorrente menor assumisse a liderança na abordagem do desmatamento. É uma referência à Marfrig, outra exportadora brasileira de carne bovina, que em junho se comprometeu publicamente em implantar até 2025 um sistema de rastreamento completo de toda a sua cadeia de produção. "Nunca vimos um grande líder da indústria deixar um assunto tão sério para um participante menor do setor", aponta o relatório, segundo o TBIJ.

...Em julho, o braço de investimentos da Nordea Asset Management, um dos maiores grupos financeiros do norte da Europa, anunciou que não investiria mais na JBS e que estava excluindo ações avaliadas em 40 milhões de euros do seu portfólio. O grupo citou o histórico ambiental da JBS e que reuniões com a empresa brasileira não produziram resultados satisfatórios...