abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapeline, chart, up, arrow, graphlocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewArtboard 185profilerefreshnewssearchsecurityPathStock downStock steadyStock uptagticktooltiptwitteruniversalityweb
Artigo

Brasil: Investidores e mineradoras canadenses souberam de extinção de reserva na Amazônia antes do anúncio oficial & afirmam que mineração protege a natureza; sociedade civil não soube antes

“Mineradoras canadenses souberam de extinção de reserva na Amazônia 5 meses antes do anúncio oficial”, 26 agosto 2017

 

Publicado no Diário Oficial…[de 24 de agosto]...sem alarde, o decreto que determina a extinção da Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca), na Amazônia, surpreendeu muita gente e ganhou manchetes alarmadas no Brasil e nos principais jornais do mundo. Não foi o que ocorreu com investidores e empresas de mineração canadenses. Em março, cinco meses antes do anúncio oficial do governo, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, anunciou a empresários do país que a área de preservação amazônica seria extinta, e que sua exploração seria leiloada entre empresas privadas. O fim da Renca foi apresentado pelo governo Temer durante um evento aberto em Toronto, o Prospectors and Developers Association of Canada...O Canadá é um importante explorador de recursos minerais no Brasil e vem ampliando este interesse...Hoje, aproximadamente 30 empresas do país já exploram minérios em território brasileiro...Em junho, dois meses antes da extinção oficial da reserva amazônica, a Câmara de Comércio Brasil-Canadá anunciou uma nova Comissão de Mineração, específica para negócios no Brasil, que reúne representantes destas 30 empresas…[O]...coordenador da comissão canadense defendeu a abertura da área amazônica para pesquisas minerais, disse que a "mineração protege a natureza" e afirmou que "não há uma corrida" para explorar a região da Renca, mas que "acha muito saudável" a disponibilização da região para exploração mineral…[O]...ministro…[de Minas e Energia]...afirmou que a extinção da área de reserva amazônica,...um pouco maior que a...Dinamarca, não terá impactos ambientais…Professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro..., o geógrafo Luiz Jardim pesquisa a relação entre empresas de mineração canadenses e o governo brasileiro…[e discorda]...da tese de que grandes mineradoras podem inibir o garimpo ilegal na região...Bruno Milanez, professor da Universidade Federal de Juiz de Fora e membro do Comitê Nacional em Defesa dos Territórios Frente à Mineração, que reúne 110 ONGs, sindicatos e movimentos sociais,...[disse que]... não houve qualquer comunicado sobre a Renca para pesquisadores da área ou comunidades...Sobre esta aproximação entre governo e empresários,...afirma..."...Hoje, o primeiro escalão da mineração no governo é formado por pessoas que ocuparam cargos de diretorias em empresas"...