abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapeline, chart, up, arrow, graphlocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewArtboard 185profilerefreshnewssearchsecurityPathStock downStock steadyStock uptagticktooltiptwitteruniversalityweb
Artigo

Brasil: Pecuária, comércio ilegal de madeira e soja estão entre as razões para o fogo na Amazônia afirma Repórter Brasil, inclui comentários da JBS e da AgroSB

“Os interesses econômicos por trás da destruição da Amazônia”, 24 de agosto de 2019

 ...[P]or trás da derrubada da mata e do fogo, estão poderosos interesses econômicos: a criação de gado, o comércio ilegal de madeira e a produção de soja. Parte desses produtos tem como destino final a Europa...[A]...relação do mercado internacional com as queimadas não é simples, já que a Europa compra produtos que saem de áreas desmatadas ilegalmente há anos...[O]...fogo é uma das etapas do processo de abertura de pastagens, que tem início na derrubada da floresta com tratores e correntes, passa pela secagem e pelas chamas e termina no plantio de capim para alimentar os animais...[S]e na década de 1970 apenas 1% da Amazônia estava desmatada, hoje o índice chega a 20%, segundo relatório da Procuradoria do Meio Ambiente do Ministério Público Federal...[A]...Nasa...[:]...“[Os satélites mostram]...colunas de fumaça enormes saindo daquelas áreas da fronteira agrícola, como Novo Progresso, a região da Terra do Meio, no Pará, e o sudeste do estado do Amazonas”...[L]ocalizada na bacia do rio Xingu, a Terra do Meio é ameaçada pelo avanço do desmatamento...[A]li,a...JBS...foi flagrada comprando gado...da AgroSB, uma das maiores produtoras de gado do país, que foi multada por desmatamento ilegal em R$ 69,5 milhões entre 2010 e 2013...[A]...JBS informou que mantém o posicionamento que deu à época da publicação das reportagens, quando afirmou que, “assim que recebeu as informações sobre as irregularidades, todas as compras de gado da família Junqueira foram imediatamente interrompidas”. Sobre a compra de gado da AgroSB, a JBS informou que “os fatos apontados não correspondem aos padrões” adotados pela companhia. A empresa informou que não adquire animais de fazendas envolvidas com desmatamento ou que estejam embargadas pelo Ibama...[e]...possui...sistema...de monitoramento dos seus fornecedores de gado...[A]... AgroSB...afirmou que...“nunca realizou qualquer supressão de vegetação no imóvel”...[A]s plantações de soja também contribuem para a destruição da floresta. Em 2018, o então ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, divulgou estudo revelando que o grão ocupa ilegalmente 47,3 mil hectares de floresta desmatada da Amazônia...[S]obre a extração ilegal...[,]...investigação...da Repórter Brasil e da organização jornalística dinamarquesa Danwatch revelou...que empresas daquele país compraram produtos de exportadores brasileiros multados diversas vezes pelo Ibama...[E]sses crimes não estão sendo bem controlados por redes de fornecedores internacionais...

[Há menção a Friboi e Swift]

Story Timeline