abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthC4067174-3DD9-4B9E-AD64-284FDAAE6338@1xinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapeline, chart, up, arrow, graphlocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewArtboard 185profilerefreshIconnewssearchsecurityPathStock downStock steadyStock uptagticktooltiptwitteruniversalityweb
História

24 Fev 2017

Moçambique: Soc. civil protesta contra Ag. Japonesa de Cooperação Intl. por falta de transparência, violações ao direito à terra & outros no Prosavana

Camponeses e organizações da sociedade civil e de direitos humanos de Moçambique, Brasil e Japão enviaram carta aberta à Agência Japonesa de Cooperação Internacional- JICA em protesto contra graves impactos da atuação da agência sobre a sociedade moçambicana no âmbito do programa ProSavana de desenvolvimento agrário em parceria com o governo brasileiro e moçambicano também. O grupo Não ao ProSavana, de resistência e denúncia, afirma: “…claramente…a intervenção da JICA, com tendências a influenciar e desestabilizar o processo democrático e transparente no ProSavana, seja através do seu financiamento, funcionários ou consultores têm impactos negativos sobre os direitos humanos, direitos sobre terra e segurança alimentar dos camponeses afectados, modo de vida, incluindo as especificidades culturais dos camponeses, para além de retirar toda a independência a sociedade civil moçambicana e causar fragmentação no seio dela”.

Para ler esta história em inglês, clique aqui.

Linha do tempo