Esse conteúdo é parte de uma história maior, mas essa história não está disponível em sua língua. Ainda assim, recomendamos que você leia este conteúdo no contexto de uma das histórias:

Alto Comissário da ONU para os direitos humanos pede que empresários em Davos defendam direitos humanos

Autor: ONU Brasil (Brazil), Publicado em: 23 January 2017

“ONU pede que empresários reunidos em Davos defendam direitos humanos”, 18 de janeiro de 2017

O alto comissário da ONU para os direitos humanos, Zeid Ra’ad Al Hussein, pediu...[em 13 de janeiro]...a empresários...no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, que utilizassem “sua...influência para defender os direitos humanos e prevenir violações nos países em que operam...Começamos o ano cheios de ansiedade sobre o estado do mundo: o perturbador aumento das divisões políticas e comportamentais, e o ódio instantâneo; os ataques contra direitos humanos fundamentais, particularmente daqueles já vulneráveis; e a continuada disseminação da falha em garantir acesso justo a recursos, prosperidade e segurança econômica para todos…Os princípios e leis duramente conquistados na Declaração Universal dos Direitos Humanos estão cada vez mais em perigo...Companhias precisam declarar claramente…que não irão tolerar ligação com abusos de direitos humanos em qualquer parte de suas operações ou cadeias de suprimento — e devem ter sistemas para garantir que tais abusos sejam ativamente evitados e…resolvidos. Muitas companhias já começaram a tomar passos para evitar e mitigar abusos de direitos humanos em suas operações, em linha com o Guia da ONU de Princípios para Empresas e Direitos Humanos…”…

Leia a postagem completa aqui