Brasil: 10 Jogadores adolescentes do Flamengo morrem e outros ficam feridos em incêndio no alojamento do clube; inclui comentários do Flamengo e empresas

Brasil velorio incendio Flamento_credit_Tânia Rêgo/Agência Brasil_http://imagens.ebc.com.br/Hin9Jhb_0E2rEYHNY0bIPbfJBxQ=/1140x760/smart/http://agenciabrasil.ebc.com.br/sites/default/files/thumbnails/image/trgo_abr_100220191169_1.jpg?itok=w68fiMtF

10 adolescentes entre 14 e 16 anos morreram e outros 3 estão feridos após trágido incêndio no alojamento do Centro de Treinamento George Helal, conhecido como Ninho do Urubu, do Clube de Futebol Flamengo, o Ninho do Urubu, no Rio de Janeiro, Brasil. Todos são atletas do clube, considerado o mais rico do país. O Clube assumiu a ausência de alvará, que havia vencido, e que é responsável pelas mortes e feridos e fará reparação. O clube já havia sido notificado pela prefeitura do Rio de Janeiro e recebido muitas multas, as quais, aparentemente não foram pagas. O alojamento onde dormiam os adolescentes eram contêineres da empresa NHJ do Brasil e há indícios de que o fogo se iniciou com o ar condicionado. A empresa Colman Refrigeração era responsável pela manutenção do ar condicionado e não foi encontrada. O alojamento estava previsto para ser desativado e demolido em poucas semanas. Deputada progressista pretende protocolar pedido de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar o caso e violações de direitos humanos de crianças e adolescentes.

Receba RSS dos resultados

Todos os componentes dessa história

Artigo
12 February 2019

Brasil: ESPN tenta mas não consegue falar com Colman Refrigeração, empresa que faz manutenção do ar-condicionado no centro de treinamento do Flamengo, mas descobre que tem sede em prédio residencial e registro de consertos de equipamentos de 'uso pessoal

Autor: Rafael Valente, ESPN (Brazil)

"A empresa que fez a manutenção do ar-condicionado no CT do Flamengo: sede em prédio residencial e consertos de equipamentos de 'uso pessoal e doméstico'", 11 de fevereiro de 2019

A empresa contratada pelo Flamengo para fazer a manutenção do ar-condicionado do Ninho do Urubu tem sede em um condomínio residencial no bairro de Taquara, na região de Jacarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro. A atividade que consta no contrato social...[é]..."reparação e manutenção de equipamentos eletroeletrônicos de uso pessoal e doméstico", o que inclui ar-condicionados. A empresa se chama Colman Refrigeração Ltda. A reportagem dos canais ESPN tentou contato telefônico nesta segunda-feira e não obteve retorno. Também foi até o endereço apresentado como sede no contrato social com o objetivo de entrevistar um responsável. Não conseguiu...O local é uma área residencial. Do lado de fora não há grandes empresas...É uma área simples, sendo o condomínio encontrado o conjunto de maior destaque físico naquele cenário. Dentro dele, apenas apartamentos para moradores...A busca da reportagem causou surpresa. Vizinhos e outras pessoas ouvidas não sabiam que ali, vivendo em um dos apartamentos, havia uma empresa especializada em reparos de aparelhos de refrigeração com contrato com o Flamengo...A reportagem tentou encontrar os donos da Colman pelos números de telefone cadastramos na prefeitura do Rio de Janeiro. Um deles não teve as ligações atendidas. Outro apresentou...mensagem de estar indisponível naquele momento. O ar-condicionado é uma peça importante para entender o incêndio...A perícia estudou o local do acidente na sexta. O incêndio começou em um alojamento dos garotos da base, uma área ocupada por contêineres, onde estavam 26 atletas. Uma das hipóteses para o início do fogo seria um curto circuito no ar-condicionado. O curto teria sido provocado pela oscilação no fornecimento de energia...Veja a nota oficial do Flamengo:
1) A referida empresa presta serviços ao clube desde 1995. Está sob contrato vigente.
2) O clube tem conhecimentos que a referida empresa está apta a prestar o serviço contratado.
3) A empresa presta assistência técnica exatamente a instalações utilizadas como módulo residencial.

Leia a postagem completa aqui

Artigo
12 February 2019

Brasil: Flamengo afirma que não havia propagador de incêndio em contâiner, fala sobre assistência às famílias, módulos habitacionais e que a Colman Refrigeração fez revisão recente

Autor: Lance! Terra (Brazil)

"Flamengo: Não havia propagador de incêndio em contâiner-Clube da Gávea esclareceu pontos referentes ao incêndio no CT: assistência às famílias, módulos habitacionais e manutenção dos aparelhos", 10 de fevereiro de 2019
O Flamengo publicou uma nota oficial...[em 10 de fevereiro]..., com esclarecimentos sobre três tópicos referentes ao incêndio que atingiu o alojamento das divisões de base no Ninho do Urubu...: assistência às famílias, módulos habitacionais e manutenção dos aparelhos de ar-condicionado...:
"O Clube de Regatas do Flamengo - sob nova administração desde o dia 1º de janeiro e cujo gabinete de crise segue funcionando neste domingo (10/02)...vem prestar os seguintes esclarecimentos adicionais:
SOBRE A ASSISTÊNCIA ÀS FAMÍLIAS
O Flamengo gostaria de reiterar que, independentemente de qualquer investigação, vem prestando todo o amparo às famílias dos atletas vitimados pela tragédia ocorrida no Centro de Treinamento, assim como aos feridos e sobreviventes...[O]...Clube...assume o compromisso de manter a remuneração paga aos atletas vítimas do incêndio, sem qualquer prejuízo de outras ações adicionais de apoio que estão sendo implementadas.
Estamos empenhados...em amparar as famílias de forma material, moral e psicológica. Para além das questões legais está, obviamente, o bem-estar de todos. O Clube de Regatas do Flamengo não chegou a patamar de destaque no esporte mundial voltando as costas para seus atletas ou eximindo-se de responsabilidades. E a Nação Rubro-Negra reconhece isso.
SOBRE OS MÓDULOS HABITACIONAIS
Cabe informar que o Flamengo detém contrato vigente de locação dos alojamentos modulares (módulos habitacionais) com a empresa NHJ do Brasil, que é reconhecida como pioneira e uma das líderes do mercado. A referida empresa detém todas as certificações exigidas pela legislação brasileira, em especial a ISO 9001. Os módulos habitacionais utilizados pelo Clube atendem a todas as exigências das normas NR-18 e NR-24.
Vale ressaltar que representantes da empresa NHJ - em reunião realizada na manhã deste domingo, na sede da Gávea - esclareceram que o poliuretano utilizado entre as chapas metálicas não é propagador de incêndios, por ter característica auto-extinguível.
SOBRE A MANUTENÇÃO DOS APARELHOS DE AR-CONDICIONADO
A empresa COLMAN REFRIGERAÇÃO...realizou no último dia 5 de fevereiro a manutenção preventiva de rotina nos 6 aparelhos de ar-condicionado instalados no alojamento modular utilizado pelos atletas das categorias de base do Clube de Regatas do Flamengo, no Centro de Treinamento George Helal - nos termos do contrato de prestação de serviços firmado em 1º de agosto de 2013 e atualmente com prazo de vigência até 31 de agosto de 2019.
Todas as demais questões serão tratadas, no momento oportuno, com as autoridades competentes com as quais o Flamengo já está colaborando."

Leia a postagem completa aqui

Artigo
12 February 2019

Brasil: Flamengo confirma ausência de alvará e assume responsabilidade por morte de adolescentes atletas

Autor: Jornal O Extra/Blog da Cidadania (Brazil)

"Flamengo confirma ausência de alvará e assume responsabilidade por morte de atletas", 11 de fevereiro de 2019

Os representantes do Flamengo que se reuniram...[em 11 de fevereiro]...com autoridades no Ministério Público confirmaram a ausência de alvará no Centro de Treinamento Ninho do Urubu. O documento estava vencido na sede da Gávea...[O]...clube se abriu ao diálogo com os órgãos presentes no encontro – Polícia Civil, Bombeiros, Prefeitura e Defesa Civil. A intenção é deixar claro que o Flamengo vai responder por tudo e se responsabilizar pela morte de dez jovens em um contêiner usado como alojamento...Falamos da nossa disposição junto às autoridades caso haja qualquer tipo de pendência, estaremos focados e trabalhando para corrigir isso no menor prazo possível. Temos a expectativa positiva de resolver logo – informou o presidente Rodolfo Landim.
O procurador-geral de Justiça do RJ, Eduardo Gussen, informou que haverá perícias no Centro de Treinamento para analisar as condições da estrutura e se há necessidade de interdição.
– A presidência do Flamengo assumiu todas as responsabilidades com relação ao evento. Se comprometeu a dar todo tipo de acolhimento às famílias. Entregou a defensoria pública do estado a condução dessa negociação com as famílias para o reparo imediato. A partir de amanhã vamos realizar perícias amplas no CT do Flamengo com as estruturas governamentais para analisar em que condições se encontram o CT e ver se há necessidade de interdição plena – explicou.
Foi suspenso o pernoite de atletas do clube nas instalações do Centro de Treinamento.
Para a obtenção de alvará, é necessário o Certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros, ainda pendente, e considerado em processo de regularização pela entidade e pelo clube.
...[O]...Flamengo...quer sinalizar que está levantando as possíveis indenizações às famílias dos jogadores mortos, antes mesmo de qualquer investigação apurar as causas do incêndio. Quem está à frente desse assunto é o vice-geral Rodrigo Dunshee.
– Não poupamos recursos para que pudessemos minimizar a dor e o sofrimento. Falamos da vontade de indenizar as famílias o mais rápido possível. O objetivo do clube é buscar junto a Defensoria Pública um processo de mediação que possa fazer com que isso termine o mais rápido possível – completou Landim. Além dele, foram ao encontro com autoridades o presidente Rodolfo Landim, o presidente do Conselho Deliberativo, Antonio Alcides, o CEO Reinaldo Belotti e o vice-jurídico da gestão anterior, Flavio Willeman.

Leia a postagem completa aqui

Artigo
12 February 2019

Brasil: Jornalista alega que meninos viraram commodities humanas entre clubes de futebol e empresários, são " "negócio de lucro" e privados de sua infância

Autor: Fernando Brito, Bruno Falci e Maíra Santafé, Jornalistas Livres (Brazil)

"Os meninos não morreram por falta de alvará, foi o dinheiro e como o Brasil voltou a ser exportador de seres humanos", 10 de fevereiro de 2019   

Os meninos do Flamengo não tiveram uma morte horrenda por “falta de alvará”. Falta de alvará não pega fogo em alguns segundos, falta de alvará não impede que garotos daquela idade, atletas,não tenham chance de fugir de um incêndio que se inicia, falta de alvará não transforma aqueles adolescentes no que viraram, mercadoria estocada em contêineres para ser vendida, daqui a pouco, a peso de ouro…[I]sso que matou os moleques bons de bola: serem bons de bola e o fato de o Brasil ter voltado a ser um exportador de commodities humanas, cavadas por toda a parte e “peneiradas” por uma associação entre clubes de futebol e “empresários” picaretas, à procura do que possa dar lucro, lucro grande, milionário, com meninos que. com sete, oito anos, são privados da infância porque, além de representarem esta possibilidade, representam também a possibilidade, decerto a única, de tirar a família da pobreza. Sob os olhos complacentes da mídia, este garimpo se desenvolveu. Distribuíram-se “franquias” de “escolinhas de futebol” pelas periferias e pelo interior, com pouco ou nenhum interesse desportivo ou educacional, mas sempre atentas a um garoto que “pode dar caldo”. De lá, acabam indo para as “peneiras finas”, como a que se incendiou na madrugada de hoje...Escola não era um elemento significativo nas narrativas. Nada contra o talento, ainda mais para quem, desde criança, embora sem tê-lo nos pés, sempre gostou do futebol bem jogado. Mas tudo em favor dos adolescentes, que não podem ser tratadas assim. Não podem ser apartada das famílias, de seu ambiente cultural, de suas âncoras de formação da personalidade. Não pode haver o “colégio interno de boleiros”. A falta de alvará e as 30 autuações do “Ninho do Urubu” só importam por revelarem a cumplicidade com que são tratados os grandes clubes de futebol, porque isso nunca foi notícia, porque a ninguém interessava indispor-se com um grande clube, assim como não havia quem fosse se indispor com a Vale. O que matou os meninos...foi morarem dentro de um contêiner de porta minúscula, forrado de plástico que “lambeu” como o papel fino de um balão japonês. Não faltavam, na construção do “Ninho do Urubu”, profissionais e técnicos que dissessem o quanto aquilo era inseguro. Mesmo que fosse para tratar adolescentes como mercadorias preciosas que eram, para os donos da bola...

Leia a postagem completa aqui

Artigo
12 February 2019

Brasil: NHJ empresa fabricante do contêiner do Ninho do Urubu afirma que o alojamento foi feito com material antichamas

Autor: Globo Esporte, Globo (Brazil)

"Empresa fabricante diz que contêiner do Ninho do Urubu foi feito com material antichamas-Em nota, NHJ detalha material utilizado na construção do alojamento do Flamengo", 10 de fevereiro de 2019

A NHJ, empresa responsável pela construção do contêiner que pegou fogo no Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo, emitiu comunicado neste domingo, dois dias após a tragédia, detalhando o tipo de material utilizado para a fabricação. A empresa disse que a estrutura era feita de metal e preenchida com material antichamas.
"A NHJ do Brasil, assim como o país, está enlutada em razão da trágica morte de jovens jogadores de futebol. Desde as primeiras horas, a equipe técnica da empresa se colocou à disposição do Clube de Regatas do Flamengo para, junto ao clube, entender as causas do incêndio. A respeito da relação que a empresa tem com o CRF, desde 2006 a NHJ fornece ao clube soluções em containers modulados.
A empresa esclarece que seus produtos são fabricados de acordo com os padrões técnicos internacionais e obedece a todas as exigências técnicas, inclusive de segurança. Os módulos habitáveis instalados no Ninho do Urubu são constituídos de estrutura metálica com fechamento em painéis termoacústicos (chapa de aço galvanizado com miolo em poliuretano expandido injetado auto extinguível). Em outras palavras, os módulos são feitos de metal e preenchidos com material antichamas. Embora as causas do incêndio ainda sejam desconhecidas, a NHJ do Brasil está colaborando para a apuração dos fatos e, desde o primeiro momento, disponibilizou a sua equipe técnica."

Leia a postagem completa aqui

Artigo
12 February 2019

Brasil: Tragédia no Flamengo motiva pedido de comissão parlamentar de inquérito para investigar clubes formadores e violações de direitos humanos de crianças e adolescentes e ação do Ministério Público do Trabalho sobre contratos

Autor: Breiller Pires e Diogo Magri, El País Brasil

"Tragédia no Flamengo motiva pedido de CPI para investigar clubes formadores-Requerimento no Congresso pretende apurar condições de alojamentos e violações dos direitos de jovens jogadores em categorias de base", 12 de fevereiro de 2019

O incêndio que destruiu o alojamento das categorias de base do Flamengo...deixou dez garotos mortos no centro de treinamentos do Ninho do Urubu...Pelos indícios de falhas e omissões...embate de versões entre a Prefeitura do Rio de Janeiro e o clube..., que não tinha o certificado de segurança do Corpo de Bombeiros nem alvará de funcionamento para o CT, a deputada federal Erika Kokay (PT) irá protocolar...pedido para instalação de CPI com objetivo de apurar o caso e...a situação dos alojamentos que abrigam crianças e adolescentes em clubes de futebol...A...CPI se debruçaria...[também]...sobre outras violações ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) relacionadas ao futebol, como as recorrentes denúncias de abuso sexual de jovens atletas...."Caso se confirme a documentação incompleta do alojamento, o clube descumpriu aspectos legais que poderiam ter preservado vidas. Percebemos que há uma cadeia de violações sistemática aos direitos dos garotos que sonham se tornar jogadores. Por isso é preciso saber como eles estão sendo tratados em outros centros de formação e estabelecer regras mais rígidas, com vistoria periódica dos conselhos tutelares nos clubes formadores."[afirma Kokay. Em 11 de fevereiro]...o comitê de crise instituído pelo Flamengo, encabeçado pelo presidente Rodolfo Landim, se reuniu com representantes da prefeitura, Corpo de Bombeiros, Defensoria Pública e Ministério Público. Durante a reunião, o clube reiterou que vem prestando apoio aos três atletas feridos e assumiu a responsabilidade de bancar indenizações às famílias das vítimas. Negociações para um acordo, que pode envolver o pagamento de pensão, serão mediadas pela Defensoria Pública. A força-tarefa do Ministério Público do Trabalho (MPT) deu prazo de 48 horas para o Flamengo apresentar todos os contratos de jogadores da base. Se constatar irregularidades nos vínculos, o órgão pode abrir uma ação civil pública contra a diretoria...[O]...clube confirmou...que, entre as dez vítimas, apenas o meia Gedson Santos, 14 anos, não tinha contrato de formação...O Flamengo também será investigado por supostamente descumprir norma do ECA sobre a garantia de convívio familiar. A maioria dos 26 garotos que estavam alojados na noite do incêndio provinha de outros Estados e cidades...[R]epresentantes do Conselho Estadual de Defesa da Criança e do Adolescente visitaram o Ninho do Urubu para vistoriar as instalações da base em um conjunto de contêineres...

Leia a postagem completa aqui