Você será redirecionado/a para a história na qual essa parte de conteúdo se encontra, para que você possa lê-la dentro do contexto. Por favor, clique no link seguinte se não for direcionado/a automaticamente dentro de alguns segundos:
pt/brasil-eleições-2018-democracia-em-risco-e-implicações-para-direitos-humanos-e-empresas#c178417

Brasil: 1.094 juristas se manifestam contra o presidenciável Jair Bolsonaro e 83 se posicionam a favor do candidato

Autor: Marcella Fernandes, HuffPost Brasil (Brazil), Publicado em: 18 October 2018

“Juristas divulgam manifestos contra e a favor ao candidato à Presidência à frente das pesquisas eleitorais”, 18 de outubro de 2018

Um grupo de juristas entregou...[a]...Fernando Haddad, candidato do PT à Presidência, um manifesto a favor de sua eleição e contra Jair Bolsonaro (PSL), afirmando que o capitão reformado é uma ameaça à democracia...[O]...documento foi assinado por 1.094 advogados e juristas...[O]...documento intitulado "Pela democracia, todas e todos com Haddad!" critica o discurso violento e defende uma união em torno de "temas civilizatórios", além de interesses individuais, a fim de preservar "a dignidade das pessoas, o respeito aos direitos humanos e a justiça social", apontadas como conquistas após décadas de lutas...["N]ós juristas e demais profissionais subscritores do presente manifesto, defensores da democracia e radicalmente contrários a violência física ou simbólica como forma de reprimir opiniões contrárias, declaramos apoio ao candidato à Presidência da República Fernando Haddad, independentemente de eventuais diferenças programáticas, pelo fato de ser o único, nesse segundo turno, capaz de garantir a continuidade do regime democrático", diz o texto...[,]...assinado por ex-ministros, magistrados, procuradores, ex-integrantes da Comissão da Verdade e professores de direito...[O]...professor Belisário dos Santos Jr...[:]...["J]á vi essa tribuna de defesa na Justiça Militar, num momento em que havia notícias de mortes, de torturas...Mas esse tempo não vai voltar”...["O]...Brasil tem conservadores e progressistas como todo país do mundo. A grande questão é que ambos podem conviver dentro do estado democrático de direito. A democracia tolera tudo, menos que seja destruída e no caso temos um candidato que evidentemente se alinha com um programa autoritário, discriminatório, ofensivo à democracia. Esse momento se trata de uma luta contra a barbárie", completou...[D]o outro lado, 83 juristas assinaram um documento a favor do candidato do PSL, intitulado "Manifesto pela Democracia – Brasil em Debate – Juristas em apoio a Jair Bolsonaro"...[E]ntres os destaques está Marcelo Knopfelmacher...[P]ara o jurista, as instituições no Brasil são suficientemente sólidas para evitar um regime autoritário. "Com a nossa Constituição, com os três poderes, com as próprias Forças Armadas como elemento estabilizador, não há nenhuma possibilidade de ter um rompimento democrático em nenhuma hipóteses. Nem em relação ao PT nem em relação ao PSL do Bolsonaro. Hoje a sociedade está absolutamente atenta"...

Leia a postagem completa aqui