Brasil: Atingidos, Ass. Amigos de Brumadinho e Mov. pelas Águas e Serras de Casa Branca pedem apoio à petição online que exige da Vale memorial às vítimas de Brumadinho

Brasil homenagem vitimas Brumadinho_credit_Vagner Diniz_https://assets.change.org/photos/8/tq/eu/JJtqeupxWHJGFpm-800x450-noPad.jpg?1559323696

Vagner Taliberti, a Associação de Amigos de Brumadinho e o Movimento pelas Águas e Serras de Casa Branca/Brumadinho pedem apoio para petição online que exige que a mineradora Vale peça desculpas nos próximos 20 anos pelas mortes decorrentes do rompimento de sua barragem em Brumadinho  e que faça um memorial para as vítimas.

 

Vagner Diniz é pai da Camila Taliberti e do Luiz Taliberti e seria avô de Lorenzo, todos morreram no desastre, que matou 270 pessoas e deixou muitos desaparecidos e atingidos.

 

Para saber mais sobre o caso, clique aqui.

Receba RSS dos resultados

Todos os componentes dessa história

Artigo
9 July 2019

Brasil: Familiares de vítimas da Vale em Brumadinho se unem em campanhas para cobrar providências das autoridades

Autor: Change.Org/Carta Capital (Brazil)

“Brumadinho 5 meses depois: mobilizações por justiça reúnem 1 milhão” – 28 de junho de 2019

...A criação de uma mobilização online, pedindo que a empresa responsável pela catástrofe, a Vale, faça um memorial para que o crime de Brumadinho nunca seja esquecido. Aberto na plataforma Change.org, o abaixo-assinado se une a outros três, que juntos somam mais de 1 milhão de apoiadores exigindo que a mineradora seja responsabilizada civil e criminalmente, que outras barragens comprometidas sejam fechadas e que haja uma investigação ampla dos processos de licenciamento ambiental de empreendimentos minerários do país...[Em 26 de junho]...Vagner participou da primeira audiência do processo que sua família e os parentes de sua nora movem contra a Vale. Na reunião, apresentaram os pedidos de reparação moral e proposta indenizatória (10 milhões de reais por vítima), que não foram aceitos pelo advogado da mineradora. “Foi patética a participação da Vale”, definiu o pai de consideração Camila e Luiz Taliberti. O engenheiro explica que a empresa não apresentou nenhuma contraproposta, querendo que o processo fosse interrompido por 30 dias para um acordo, sem apresentar, entretanto, quais seriam as bases desse acordo. Quanto ao pedido de construção do memorial, segundo Vagner, o advogado da Vale respondeu que o assunto ainda não tinha sido discutido em conselho. “Não temos nenhum interesse de enriquecer com as mortes dos nossos próprios filhos, não precisamos disso”, enfatiza Vagner, explicando que o valor pedido foi baseado em cálculos de relatórios da própria empresa mineradora para casos de acidentes com rompimento de barragens. Vagner, que não tem outros filhos, lembra que Camila e Luiz eram muito “grudados”, embora morassem em países diferentes. Ele era arquiteto e estava numa carreira “meteórica” na Austrália, ela era advogada e vivia em São Paulo...

Leia a postagem completa aqui

Artigo
4 June 2019

Brasil: Atingidos, Ass. Amigos de Brumadinho e Mov. pelas Águas e Serras de Casa Branca pedem apoio à petição online que exige da Vale memorial às vítimas de Brumadinho

Autor: Vagner Diniz, Ass. Amigos de Brumadinho e Mov. pelas Águas e Serras de Casa Branca (Brazil)

"Queremos memorial na Vale para que nunca esqueça Brumadinho!", 1º de junho de 2019

Meu nome é Vagner Diniz, pai da Camila Taliberti e do Luiz Taliberti e junto com Joel de Almeida, pai da Fernanda Damian de Almeida, seríamos avôs do pequeno Lorenzo. Todos perderam a vida no crime da Vale em Brumadinho. Juntos com Associação de Amigos de Brumadinho que chora os seus 270 mortos, queremos lembrar que “a vida vale mais do que o lucro”. VIDAS HUMANAS não são MINÉRIO DE FERRO! Nenhum lucro justifica a morte de 270 pessoas! Nenhum lucro justifica a destruição dos rios Paraopeba e São Francisco! Nenhum lucro justifica assumir o risco da redução da segurança das barragens e arriscar vidas!

[E]xigimos com essa petição que a Vale peça desculpas e que faça o memorial fixado, de forma visível e pelo prazo de 20 anos, em toda entrada principal de sedes e filiais da Vale S/A e de suas subsidiárias no Brasil e no mundo todo, com fotografias de todas as vítimas em mural envidraçado acrescido da placa com os dizeres: “A vida vale mais do que o lucro. Desculpem-nos por tirar-lhes a vida!”, em português e em inglês. Queremos que cada memorial comece a ser implementado em até 180 dias!

[T]ambém queremos que o executivo que venha a presidir as assembleias de acionistas...nos próximos 20 anos faça a leitura do seguinte texto ao início dos trabalhos: “A vida vale mais do que o lucro. Às vítimas de Brumadinho, desculpem-nos por tirar-lhes a vida. Peço um minuto de silêncio em respeito aos mortos de Brumadinho, convidando todos a ficarem em pé”.

Não vamos deixar que este crime passe batido! Assine e compartilhe esta petição!

ORGANIZAÇÃO PARCEIRA:

Movimento pelas Águas e Serras de Casa Branca/Brumadinho

Leia a postagem completa aqui

Artigo
4 June 2019

Brasil: Vale

Autor: Vale (Brazil)

[Página da mineradora Vale em relação a medidas tomadas pela empresa relativas ao desastre de Brumadinho e também com atualizações sobre o estado de outras barragens suas]

Leia a postagem completa aqui