Brasil: Autoridades investigam frigoríficos acusados de venderem carnes adulteradas, inclusive para escolas, com esquema de corrupção; empresas comentam

Autor: Gil Alessi, El País (Brasil), Publicado em: 20 March 2017

“Operação Carne Fraca da PF coloca JBS e BRF na mira por esquema de corrupção-Esquema de pagamento de propina a agentes fiscalizadores para evitar multas a frigoríficos abastecia PMDB e PP, diz delegado da PF”, Gil Alessi, 17 de marco de 2017

A Operação Carne Fraca, desencadeada pela Polícia Federal...[em 17 de marco]..., voltou os holofotes para grandes empresas do setor, como a JBS, responsável pelas marcas Seara e Big Frango, e a BRF, dona da Sadia e Perdigão. Informações preliminares dão conta de que havia um esquema de pagamento de propinas a fiscais agropecuários do Ministério da Agricultura para que frigoríficos pudessem vender produtos adulterados com produtos químicos e carnes vencidas. No total a Polícia cumpre 38 mandados de prisão que atingem executivos das duas empresas...Além das duas gigantes do setor, outras 29 companhias também são alvo da operação...“...foi falado ao longo da investigação dois partidos que ficavam claro: o PP e o PMDB...Inúmeras crianças de escolas públicas estaduais estão se alimentando de merendas compostas por produtos vencidos, estragados e muitas vezes até cancerígenos para atender o interesse econômico desta poderosa organização criminosa", escreveu...[o delegado Maurício Moscardi Grillo]...

Leia a postagem completa aqui