Brasil: Comissão Pastoral da Terra divulga relatório 'Conflitos no Campo Brasil 2018'

Autor: Comissão Pastoral da Terra (CPT), Publicado em: 23 April 2019

Na 33ª edição do relatório anual da CPT “Conflitos no Campo Brasil 2018”, o texto de análise geral destes conflitos...[é]....de autoria do professor Carlos Walter Porto-Gonçalves e seus colegas do LEMTO / UFF...[O]s conflitos no campo (terra, água, trabalho, em tempos de seca, garimpo, sindicais e violências contra a pessoa – assassinatos, ameaças, agressões, prisões etc.) aumentaram em 4% em relação a 2017, passando de 1.431 para 1.489. Destes, 1.124 foram por terra. Perto de um milhão de pessoas foram envolvidas no total dos conflitos, 36% a mais que em 2017, 51,6% na região Norte. Aí também a concentração de terras em conflito: 92% do total em 2018. Outros índices alarmantes confirmarão a Amazônia como foco principal...[O]s conflitos trabalhistas também aumentaram, sobretudo as ocorrências de trabalho escravo, outra evidência do avanço avassalador das políticas neoliberais, com as flexibilizações na legislação já impostas...[O]s assassinatos tiveram, felizmente, significativa queda em 2018: 28, bem menos que os 71 de 2017. Salta aos olhos, porém, outras nuances desta diferença: se em 2017 dos assassinados 36 foram em cinco massacres (mortos três ou mais nas mesmas circunstâncias), em 2018, 57% dos assassinados eram lideranças...[E]m 2018, 2.307 famílias foram expulsas pelo poder privado e 11.225 pelo poder público, através de ordens de despejo...[E]m 2018, em 73,5% dos casos de conflito de terra e água em todo o Brasil predominaram as populações tradicionais...[M]ais visível vai sendo a presença das mulheres nos conflitos no campo...

Baixe o documento inteiro aqui

Empresas relacionadas: Nestlé