Brasil: Investigação da Repórter Brasil revela venda de carne por fornecedores autuados por trabalho escravo aos grupos Pão de Açúcar, Carrefour e Cencosud, inclui comentários de algumas empresas

Brasil pecuaria_credit_Marcio Isensee e Sá_Repórter Brasil_https://reporterbrasil.org.br/wp-content/uploads/2019/08/WhatsApp-Image-2019-08-30-at-20.20.59.jpeg

O site Repórter Brasil revelou que, mesmo após a assinatura de compromissos nacionais contra o trabalho análogo à escravidão, os grupos Carrefour, Pão de Açúcar (GPA) e Cencosud continuaram a comprar carne de fornecedores incluídos na ‘lista suja’ do trabalho escravo. Depois de publicada a reportagem, as empresas decidiram suspender o comércio com alguns dos frigoríficos e fazendeiros. Dentre eles, encontram-se os frigoríficos Frigoestrela, Boi Brasil e Frigotil. A equipe identificou, ademais, a participação de políticos no esquema. Pão de Açúcar, Carrefour, Cencosud, Frigotil e Frigoestrela comentaram o caso. Boi Brasil não respondeu.

Receba RSS dos resultados

Todos os componentes dessa história

Artigo
18 September 2019

Brasil: Pão de Açúcar, Carrefour e Cencosud compravam carne de fornecedores autuados por trabalho escravo, inclui comentários das empresas

Autor: André Campos, Repórter Brasil (Brazil)

”Pão de Açúcar suspende compra de carne de fornecedores autuados por trabalho escravo”, 18 de setembro de 2019

Três grandes redes de supermercado compraram produtos de frigoríficos que possuem, entre seus fornecedores, pecuaristas flagrados usando mão de obra análoga à escravidão. Trata-se dos grupos Carrefour, Pão de Açúcar (GPA) e Cencosud...[C]arrefour e Pão de Açúcar assinaram o Pacto Nacional Pela Erradicação do Trabalho Escravo, de 2005, enquanto a Cencosud assinou carta de compromisso no ano passado. O Pão de Açúcar suspendeu seus fornecedores...[O]s frigoríficos que deixaram de vender para as lojas do grupo são Frigotil e Frigoestrela. O Cencosud negou ter comprado carne de frigoríficos que negociam com fazendeiros incluídos na “lista suja” do trabalho escravo...[O]...Carrefour...informou que, “após apuração interna e esclarecimentos do fornecedor, decidiu suspender a compra de produtos do Frigoestrela”...[O]...frigorífico Boi Brasil, que possui três plantas de abate no Tocantins, também comprou gado de um pecuarista da “lista suja” em 2018...[O]...Boi Brasil não respondeu aos questionamentos encaminhados pela reportagem...[O]...relacionamento comercial entre o grupo Cencosud e o Boi Brasil foi apontado em relatório da iniciativa Chain Action Research, publicado em outubro de 2018 em parceria com a Repórter Brasil. A pesquisa identificou carnes bovinas do frigorífico sendo vendidas pelo Bretas em agosto do ano passado – ou seja, três anos após a data em que o Cencosud alega ter bloqueado o fornecedor...[C]arlinhos Florêncio, deputado estadual pelo PCdoB no Maranhão, foi um dos pecuaristas identificados...[E]le foi autuado por submeter nove trabalhadores à escravidão na Fazenda Tremendal, em Parnarama (MA)...

 

Leia a postagem completa aqui

Artigo
18 September 2019

Brasil: Resposta da Cencosud à Repórter Brasil

Autor: Cencosud (Chile)

"Íntegra das respostas de Pão de Açúcar, Carrefour, Cencosud, Frigotil e Frigoestrela", 18 de setembro de 2019

...A Cencosud não tolera a utilização de trabalho escravo ou qualquer forma semelhante a este na sua operação e cadeia de fornecimento. Por isso, não mantém relação comercial com as empresas mencionadas no relatório publicado pela iniciativa Chain Action Research e, em seu sistema de gestão de compras, as três empresas denunciadas encontram-se bloqueadas e, portanto, inativas desde 2015...[N]ão há histórico de comercialização de produtos relativos a estas empresas em 2019...

Leia a postagem completa aqui

Artigo
18 September 2019

Brasil: Resposta da Frigoestrela à Repórter Brasil

Autor: Frigoestrela S/A

"Íntegra das respostas de Pão de Açúcar, Carrefour, Cencosud, Frigotil e Frigoestrela", 18 de setembro de 2019

...[O]s departamentos responsáveis por compra de bovinos fazem acompanhamentos constantes junto aos pecuaristas e, quando há qualquer restrição, entramos em contato para que os produtores nos apresente esclarecimentos sobre o assunto...[O]...Frigoestrela S/A...repudia quaisquer práticas análogas ao trabalho escravo/infantil...[T]anto que mantém a prática já corriqueira de todos os departamentos responsáveis pela compra de bovinos acompanharem os fornecedores junto aos cadastros oficiais, com visitas periódicas às propriedades, e coibição imediata da compra, em caso de qualquer restrição observada. Com o objetivo de aprimorar essa prática, desde 13 de agosto deste ano também conta com uma assessoria especializada em gestão e monitoramento geoespacial de riscos, de forma a apurar e a garantir a conduta ética de seus fornecedores. Esclarecemos ainda que, no caso específico relatado pela referida matéria, as compras mencionadas foram realizadas exclusivamente da Fazenda Barreirinho...[L]evando em consideração a relação de transparência, confiança e ética pela qual prezamos com todos os nossos públicos...e diante da ausência de qualquer condenação judicial, ao sabermos da citação do pecuarista Hélio Cavalcanti Garcia no referido cadastro, o comunicamos no intuito de apurar a situação e dar-lhe o direito de esclarecimento, também prestado por ele à imprensa e à justiça...

 

Leia a postagem completa aqui

Artigo
18 September 2019

Brasil: Resposta da Frigotil à Repórter Brasil

Autor: Frigorífico Frigotil

"Íntegra das respostas de Pão de Açúcar, Carrefour, Cencosud, Frigotil e Frigoestrela", 18 de setembro de 2019

...O Frigotil adota processo interno que inibe a compra de gado nessas condições e está em fase de análise e contratação de empresa de consultoria, especializada na gestão de monitoramento geoespacial e de tecnologia da informação, o que possibilitará um maior controle socioambiental, estendendo seus efeitos a todos os fornecedores deste Frigorífico...

Leia a postagem completa aqui

Artigo
18 September 2019

Brasil: Resposta do Carrefour à Repórter Brasil

Autor: Grupo Carrefour

"Íntegra das respostas de Pão de Açúcar, Carrefour, Cencosud, Frigotil e Frigoestrela", 18 de setembro de 2019

...O Grupo Carrefour é membro fundador e curador do Instituto Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo (InPacto) e possui rigoroso controle da sua cadeia de fornecimento, buscando eliminar o risco de qualquer tipo de violação aos direitos humanos ou leis trabalhistas. O Grupo ressalta, ainda, que todos os seus contratos comerciais possuem cláusulas específicas que obrigam o fornecedor a se comprometer rigorosamente com todas as normas da legislação trabalhista vigente, garantindo a não utilização de mão de obra em condição análoga à de escravidão. Após tomar conhecimento, pela ONG Repórter Brasil, das acusações ao Frigoestrela, prontamente notificou o frigorífico, requerendo posicionamento urgente do fornecedor acerca dos fatos alegados. A rede reforça, ainda, que não manteve nenhum relacionamento comercial com os demais frigoríficos mencionados no referido período...

Leia a postagem completa aqui

Artigo
18 September 2019

Brasil: Resposta do Grupo Pão de Açúcar à Repórter Brasil

Autor: Grupo Pão de Açúcar

"Íntegra das respostas de Pão de Açúcar, Carrefour, Cencosud, Frigotil e Frigoestrela", 18 de setembro de 2019

Grupo Pão de Açúcar A empresa informa que os dois frigoríficos mencionados foram suspensos de sua lista de fornecedores tão logo a companhia tomou conhecimento dos fatos como prevê sua Carta de Ética para Fornecedores e sua Política de Compra Responsável de Carne Bovina. Esclarece, ainda, que não mantém relacionamento comercial com a Indústria e Comércio de Carnes e Derivados Boi Brasil Ltda. há mais de dois anos...[A]...companhia possui uma política específica para Compra Responsável de Carne Bovina desde 2016, que homologa os fornecedores nacionais de todos os negócios do Grupo a fim de garantir o cumprimento de critérios socioambientais na produção de carne in natura e congelada – livre de desmatamento do bioma Amazônico, livre de condições análogas a trabalho escravo/infantil, livre de embargos, e de invasões de terras indígenas ou de conservação ambiental...

Leia a postagem completa aqui