Você será redirecionado/a para a história na qual essa parte de conteúdo se encontra, para que você possa lê-la dentro do contexto. Por favor, clique no link seguinte se não for direcionado/a automaticamente dentro de alguns segundos:
pt/brasil-governo-bolsonaro-e-suas-políticas-que-colocam-em-risco-direitos-humanos-e-a-democracia#c194985

Brasil: Justiça determina reintegração de posse favorável à AgroSB e despeja 212 famílias, inclui comentários da empresa

Autor: Daniel Camargos e André Campos, Repórter Brasil (Brazil), Publicado em: 18 September 2019

“Juiz acata pedido de empresa de Daniel Dantas para despejar 212 famílias no Pará”, 11 de setembro de 2019

...17 de setembro...[:]...data definida pelo juiz da vara agrária de Marabá, Amarildo Mazutti, que determinou que seja cumprida a liminar de reintegração de posse pedida pela Agropecuária Santa Bárbara Xinguara, a AgroSB. A empresa pertence ao grupo Opportunity controlado pelo banqueiro Daniel Dantas, que em 2017 integrou a lista de bilionários da Bloomberg. A AgroSB tem no Sul e Sudeste do Pará...um rebanho de 170 mil cabeças de gado.   Se a decisão de reintegração de posse for executada, 212 famílias (mais de mil pessoas) que vivem desde julho de 2008 no acampamento Dalcídio Jurandir...[,]...terão que deixar suas terras...Três dias após a posse do presidente Jair Bolsonaro, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) determinou a suspensão de todos os processos para compra e desapropriação de terras. Após a Repórter Brasil revelar a decisão, o Incra recuou da medida. No final de março, porém, o órgão voltou a suspender a reforma agrária ...Desde que Bolsonaro tomou posse não houve nenhuma desapropriação de terra para o programa de reforma agrária...[n]ão foi criado nenhum projeto de assentamento...[O]...juiz Amarildo Mazutti...deixou de fora a área onde se concentram as casas. Com isso, cerca de metade das famílias, segundo o MST, não deve perder as moradias, mas ficará sem as áreas onde plantam. Procurado, o juiz não quis conceder entrevista...[A]...AgroSB informou que, após sete anos de tratativas, as negociações foram encerradas e que a decisão do judiciário confirma “a legitimidade das propriedades dos imóveis” da empresa. “A tentativa de apresentar a AgroSB como ‘a destruidora dos sonhos dos trabalhadores rurais sem-terra’ não corresponde à verdade dos fatos”...[D]antas chegou a ser preso duas vezes na mesma semana, acusado de corrupção e lavagem de dinheiro...[U]m diagnóstico realizado por uma equipe da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) mostra que o despejo das famílias pode afetar a economia de Eldorado dos Carajás. Em um ano, os acampados produzem mais de um milhão de litros de leite, 120 mil toneladas de farinha, além das frutas, verduras e legumes que abastecem as feiras da região...[S]egundo o professor...Amintas Lopes da Silva Júnior...[,]...“em 11 anos eles criaram um pertencimento ao território e toda uma infraestrutura produtiva”...

Leia a postagem completa aqui