Brasil: Operadoras/es de telemarketing se arriscam ao contágio pelo COVID-19, conforme reportagem; inclui respostas das empresas

O teleatendimento, incluído entre os serviços essenciais, não parou de funcionar, inclusive para atividades comerciais. Grande parte das/os funcionárias/os não conseguem trabalhar remotamente e se arriscam ao contágio. Conforme reportagem, as incertezas e o medo da demissão as/os obrigam a trabalhar mesmo com sintomas. No estado de São Paulo, setor representa 10% das denúncias sobre violações trabalhistas relacionadas à Covid-19 no Ministério Público do Trabalho. Convidamos as empresas Atento, Liq, NeoBPO, Speedmais e Teleperformance para responder a essas alegações. Apenas a Liq não respondeu.

 

Receba RSS dos resultados

Todos os componentes dessa história

Não resposta
16 June 2020

Liq não respondeu

Autor: Liq

Resposta
16 June 2020

Resposta da Atento

Autor: Atento

A Atento...informa que garantir a saúde e o bem-estar de seus colaboradores, responsáveis pelo acesso da população a serviços essenciais e de grande importância para a sociedade neste momento de desafio humanitário que estamos vivenciando, é sua principal prioridade. Neste cenário, a companhia se mantém alinhada aos três elementos fundamentais de sua estratégia: proteger suas pessoas, seguir todas as orientações legais e manter a estabilidade e a continuidade dos serviços de seus clientes...Até o momento, mais de 30 mil colaboradores foram direcionados para trabalho remoto ou afastados momentaneamente de suas atividades... Entre estes profissionais, destacam-se: mais de 1.250 pertencentes aos grupos de risco – gestantes, pessoas com mais de 60 anos e com doenças crônicas declaradas...As rotinas de limpeza e higienização também foram intensificadas, principalmente nos pontos de maior contato...a companhia realiza a aferição da temperatura corporal dos colaboradores nas operações. Conta também com um programa de comunicação intensivo sobre as medidas de prevenção, orientações dos procedimentos em caso de suspeita da enfermidade (protocolo de atuação) e um canal de comunicação estreito para que possa avaliar e seguir com novas estratégias, de acordo com as necessidades levantadas... 

Baixe o documento inteiro aqui

Resposta
16 June 2020

Resposta da NeoBPO

Autor: NeoBPO

A empresa adotou e vem, incansavelmente, adotando, protocolos de prevenção baseados nos pilares de higiene, orientação, controle de saúde e clara comunicação... A empresa segue comunicando constantemente os seus colaboradores sobre o tema, bem como auxiliando no esclarecimento de dúvidas e orientações de prevenção... A empresa reforça que não teve nenhuma interdição ou paralisação de suas operações. E que em fiscalizações de rotina, a Vigilância Sanitária atestou 100% de conformidade.

Baixe o documento inteiro aqui

Resposta
16 June 2020

Resposta da Speedmais

Autor: Speedmais

...Somos uma empresa parceira de nossos funcionários que vislumbra não só o lucro como a geração de empregos... Em razão da pandemia todas as pessoas do mundo tiveram suas vidas alteradas e em nossa empresa não foi diferente. Amparada legalmente, a SPEEDMAIS continuou prestando seus serviços, uma vez que, trabalhamos com serviços essenciais à sociedade como agendamento para doação de sangue, defesa civil, plano de saúde, instituições financeiras, entre outros produtos que diante do isolamento social o único canal apto para comunicação pelos consumidores foi através de nossa empresa. Neste sentido, preocupados com a saúde não só de nossos funcionários como a nossa, uma série de medidas foram tomadas a fim de minimizar a exposição das pessoas como: entrega de máscaras para todos os funcionários, disponibilização de álcool em gel, disponibilização de carros e motorista para deixar nossos funcionários em estações seguras, aluguel de outro prédio para realizar o espaçamento dos operadores, aumento de quadro no setor de serviços gerais, aumento do material de limpeza, aumento da limpeza das estações de trabalho, além da campanha educativa de higienização das mãos. Seguindo todos critérios adotados pelo ministério da saúde.... 

Baixe o documento inteiro aqui

Resposta
16 June 2020

Resposta da Teleperformance

Autor: Teleperformance

...A Teleperformance está seguindo todas as diretrizes e recomendações do Ministério da Saúde, bem como as regras publicadas pela Associação Brasileira de Teleserviços (ABT). As autoridades de saúde e agências governamentais que inspecionaram os prédios da Teleperformance confirmaram que todos os requisitos legais e de segurança estão sendo atendidos. Além disso, a equipe médica da empresa está monitorando e apoiando de perto todos colaboradores caso tenham alguma dúvida ou precisem de suporte... Seguem abaixo algumas ações que vem sendo feitas dentro dos prédios da Teleperformance: ...dispensers com álcool gel em todas as áreas comuns e refeitórios e sabonete antibacteriano nos banheiros... liberar todos os colaboradores classificados como grupo de risco...espaços comuns e operacionais estão com sinalização indicando e garantindo o distanciamento social...higienização utilizando o método de nebulização hospitalar...a aferição de temperatura de todas as pessoas que acessam os nossos prédios... Distribuição de máscara para toda nossa equipe que entrar nos nossos prédios;

Baixe o documento inteiro aqui

Artigo
25 May 2020

Terceirizados e precarizados, operadores de telemarketing se arriscam ao contágio em salas sem janelas. Incluído entre os serviços essenciais, teleatendimento continua funcionando mesmo para atividades comerciais; com baixa taxa de home office, funcionári

Autor: Agência Pública

Quando a gente ouviu falar em evitar aglomerações porque o vírus se propaga mais rápido, todo mundo ficou desesperado”, conta a teleoperadora Beatriz Silva*, ao lembrar a reação dos colegas de call center ao ouvir as primeiras notícias sobre...a pandemia de coronavírus no país. “Isso é tudo o que uma operação de telemarketing é: um lugar totalmente fechado, sem janelas, com ar-condicionado por todos os lados.”... O telemarketing consta do rol de atividades essenciais definidas pelos governos federal e estaduais para manter o atendimento de outros serviços com permissão para funcionar durante a pandemia...“O telemarketing sempre foi um setor problemático porque, além de ser muito estressante, as condições de trabalho colaboram para esse ambiente. É muita cobrança, muito destrato, não só do cliente, mas na empresa...”, lembra Beatriz....que continuou trabalhando, sentiu os primeiros sintomas da doença no início de maio...A funcionária estima que ao menos dez dos 20 membros de sua equipe de trabalho apresentaram algum sintoma da doença. “Tem pessoas que estão sem sentir cheiro, sem paladar. Esses sintomas são característicos do coronavírus, mas não são sintomas agudos. Então, elas acabam não se afastando, não vão até o hospital e continuam trabalhando por medo de demissão”, afirma...Até o momento, o MPT em Pernambuco registrou um total de 763 denúncias de violações trabalhistas relacionadas à Covid-19. Delas, 49 estão relacionadas ao setor de teleatendimento, o que representa 6,4% do total. Já em São Paulo, estado que concentra o maior número de casos da doença no país, os call centers representam pouco mais de 10% das denúncias relacionadas à epidemia...Não há estimativas oficiais nem das entidades de classe sobre o número de trabalhadores do teleatendimento que foram contaminados pelo vírus ou mesmo sobre os que faleceram... 

Leia a postagem completa aqui