Brasil: Paulo Silva Filho, sindicalista, é assassinado por defender direito à terra no Pará em área de conflitos agrários, afirmam federações de trabalhadores/as rurais e Frontline Defenders

Brasil Paulinho do PT_credit_Contat ctg_http://www.contag.org.br/imagens/ctg_noticia_588940665_28022020103003.jpg

Paulo Silva Filho, sindicalista, foi brutalmente assassinado por defender direito à terra Ourilândia do Norte, no Pará em área de conflitos agrários, afirmam FETAGRI-PA (Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Pará) e Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (CONTAG) e Frontline Defenders. Paulo era conhecido como Paulinho da Silva e foi assassinado em 22 de fevereiro de 2020, em contexto de crescentes ataques a defensores/as de direitos humanos no país.

Receba RSS dos resultados

Todos os componentes dessa história

Artigo
12 March 2020

Brasil: FETAGRI-PA e Conf. Nac. dos Trabalhadores Rurais Agricultores repudiam assassinato brutal de sindicalista Paulinho do PT por defender direito à terra

Autor: FETAGRI-PA e CONTAG (Brazil)

"NOTA DE PESAR: Paulinho do PT, presente!", 28 de fevereiro de 2020

A Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Pará (FETAGRI-PA) lamenta o brutal assassinato do sindicalista Paulo Silva Filho...em Ourilândia do Norte/PA. As primeiras investigações apontam que o companheiro Paulinho do PT é mais uma vítima da violência no campo que se arrasta por anos no Estado do Pará. Desta forma, pedimos justiça aos órgãos competentes e esperamos que o crime seja elucidado e os culpados sejam presos. Desejamos que o exemplo de vida e militância do companheiro Paulinho do PT nos inspire a seguirmos firmes na luta por acesso à terra e por um mundo justo e com partilha igualitária entre o povo paraense e brasileiro...Paulo Silva Filho, ou popularmente Paulinho do PT, foi uma grande e reconhecida liderança sindical ligado à FETAGRI-PA e também é ex-vereador pelo Partido dos Trabalhadores (PT), no município de Ourilândia do Norte. “Enquanto FETAGRI-PA e Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (CONTAG), repudiamos o bárbaro assassinato do companheiro e amigo Paulinho do PT, e cobramos às autoridades, a prisão imediata dos culpados. Aproveitamos para também prestar nossa solidariedade a todos seus amigos e familiares, em especial à esposa do companheiro Paulinho, companheira Terezinha, atual vice-presidenta do Sindicato de Trabalhadores(as) Rurais de Ourilândia do Norte”, lamenta o secretário de Formação e Organização Sindical da CONTAG, Carlos Augusto Silva (Guto). Paulinho do PT, presente!

Leia a postagem completa aqui

Artigo
12 March 2020

Brasil: Paulo Silva Filho, sindicalista, é brutalmente assassinado por defender direito à terra no Pará em área de conflitos agrários, afirma federação de trabalhadores rurais e Frontline Defenders

Autor: Frontline Defenders

"Assassinato de Paulo Silva Filho aumenta preocupação pela situação de defensoras e defensores do direito à terra no Pará", 28 de fevereiro de 2020

Em 22 de fevereiro de 2020, Paulo Silva Filho, conhecido como Paulinho do PT, foi assassinado em Ourilândia do Norte, no sul do Pará. Este é o mais recente de uma série de assassinatos e ataques contra famílias que vivem na Ocupação 1200, da qual Paulinho do PT era líder. O aumento da violência contra defensoras e defensores na região vem em seguida a políticas do governo estadual e federal que legitimam a apropriação de terras e a violência nas áreas rurais. Paulo Silva Filho foi sindicalista, ex-vereador em Ourilândia do Norte, e líder da Ocupação 1200. Foi uma reconhecida liderança de trabalhadores rurais que ajudou a coordenar as lutas pelo direito de acesso à terra no sul do Pará...Há fortes indícios de que seu assassinato poderia ser uma represália ao seu trabalho em defesa do direito a terra. Paulinho já havia denunciado ameaças contra ele através de registros de ocorrência junto a polícia civil do estado do Pará e ao Ministério Público Federal de Redenção. Ataques contra lideranças no Pará...aumentaram ainda mais nos últimos tempos. Alexandre Coelho Furtado Neto, também da Ocupação 1200, foi baleado no peito em 19 de outubro de 2019, em...emboscada. Famílias que vivem em terras que fazem parte de processos de reassentamento do programa de Reforma Agrária vivem sob ameaça de constantes ataques, assassinatos, torturas, cativeiro, incêndio, ataques a propriedades, envenenamento por pulverização aérea de agrotóxicos e tiroteio de casas e veículos...A Front Line Defenders tem denunciado o aumento das ameaças e incidentes de segurança contra defensoras e defensores do direito à terra no Sul e Sudeste do Pará,...violência..ligada à concentração de terras e recursos por parte de alguns poucos proprietários de terras que vêm ganhando crescente legitimidade pelo atual governo para expandir o alcance de indústrias extrativistas e do agronegócio. Desde o início da presidência de Jair Bolsonaro, o Brasil tem visto uma série de políticas governamentais que intensificam o conflito pela terra. O presidente tem legitimado a violência contra pessoas defensoras e trabalhadoras rurais, buscando aumentar o acesso a armas de fogo por parte de proprietários de terras e desmantelando estruturas e instituições que salvaguardam o direito de acesso à terra...

Leia a postagem completa aqui