Você será redirecionado/a para a história na qual essa parte de conteúdo se encontra, para que você possa lê-la dentro do contexto. Por favor, clique no link seguinte se não for direcionado/a automaticamente dentro de alguns segundos:
pt/brasil-queimadas-na-amazônia-podem-ter-sido-provocadas-por-grileiros-e-fazendeiros-mas-bolsonaro-culpa-ongs-e-cientistas-alegam-que-presidente-favoreceu-desenvolvimento-e-não-a#c194989

Brasil: Queimadas em terras indígenas aumentam 88% e são provocadas por grupos econômicos com interesse em exploração agropecuária ou mineral, afirma Conselho Indigenista Missionário

Autor: Geisa Marques, Brasil de Fato (Brazil), Publicado em: 18 September 2019

Brasil queimadas_credit_Jose Cruz Agencia Brasil_https://farm66.staticflickr.com/65535/48718781416_f870256f34_z.jpg

“Queimadas em terras indígenas aumentam 88% em 2019”, 11 de setembro de 2019

O número de focos de incêndios em territórios indígenas no Brasil quase dobrou entre os meses de janeiro e agosto de 2019, em comparação com o mesmo período do ano passado. O aumento registrado foi de 88%, segundo levantamento realizado pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi)...[O]...indicador aponta que o total de ocorrências registradas nesses territórios é ainda maior do que o crescimento dos focos de calor registrado no país, que nesse mesmo período subiu 71%. A Terra Indígena Krahô Kanela, localizada no município de Lagoa da Confusão, em Tocantins, é uma das mais afetadas por queimadas. Lideranças locais afirmam que cerca de 95% da área já foi consumida pelo fogo...[A]s queimadas na Floresta Amazônica, como afirmam especialistas, não são naturais e estão relacionadas ao desmonte de políticas ambientais pelo governo e ao discurso antiambientalista do presidente Jair Bolsonaro (PSL)...[O] secretário-executivo do Cimi, Cleber César Buzatto, diz que os dados são muito preocupantes e refletem os interesses de grupos econômicos em relação à exploração das áreas...[“S]abemos também que há muito interesse do capital internacional e um conluio com o governo federal em relação a essa perspectiva da exploração das terras indígenas para fins comerciais, retirando desses povos o direito de usufruto exclusivo”, avalia...[A]...quantidade de territórios atingidos também aumentou, passando de 231 terras indígenas, em 2018, para 274, em 2019...[O]...período mais crítico coincide com a ação criminosa promovida por fazendeiros às margens da BR-163, no Pará, que ficou conhecido como “Dia do Fogo”...[O]...Brasil de Fato cobrou ao Ministério do Meio Ambiente e à Funai um posicionamento sobre o aumento das queimadas nos territórios indígenas. Mas não houve retorno até o fechamento da reportagem...

 

Leia a postagem completa aqui