Brasil: Relatório da Art. dos Povos Indígenas do Brasil e Amazon Watch alega cumplicidade de empresas no desmatamento da Amazônia e em violações de direitos humanos; empresas respondem

 

2019-complicity-in-destruction-2

[Para ler esta história em inglês, clique aqui]

O Centro de Informação sobre Empresas e Direitos Humanos convidou 53 empresas para responder sobre alegações de envolvimento no desmatamento na Amazônia e violações de direitos humanos. O relatório da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil-APIB em parceria com a Amazon Watch, Cumplicidade na Destruição: como os consumidores e financiadores do Norte permitem o ataque do governo Bolsonaro à Amazônia brasileira, afirma que empresas européias e norte-americanas que financiam e obtêm recursos do Brasil estão ligadas aos retrocessos do governo brasileiro em relação a  padrões socioambientais que são fundamentais para preservar a integridade ecológica da Amazônia e o bem-estar dos povos indígenas. O relatório analisou empresas brasileiras que foram multadas por crimes ambientais na Amazônia desde 2017 e identificou uma série de interesses comerciais de países do norte que fazem negócios com eles. Há denúncias de que empresas do agronegócio operam em áreas de conflitos de terras indígenas e extraem recursos de áreas protegidas.

 

As empresas que responderam a tais alegações trazidas pelos relatórios e cujas respostas podem ser encontradas abaixo são as seguintes: Acai GmbH Fine Fruits Club, ASR Group, ABN Amro, Azimut Group, Boa-Franc, Barclays, BNP Paribas, Brandes Investment Partners, Citigroup, Crédit Agricole, Credit Suisse, Fidelity, Global Timber, HSBC, ING Group, JPMorgan Chase, Louis Dreyfus Company, Robinson Lumber Company, Storebrand,Tradelink, Rino Mastrotto Group, Vogel Import & Export. As respostas da Argus Comercio e Exportação de Alimentos, Benevides Madeiras, Marfrig e Minerva estão disponíveis em português, veja abaixo. Archer Daniels Midland e Bunge responderam previamente a tais alegações aqui (também incluídas abaixo) e State Street e Vanguard afirmaram naquela ocasião que não iriam responder. ADM, AgroSB, Argus Comercio e Exportação de Alimentos, Bunge, Cargill, Frigorífico Xingara, GWW Houtimport, JBS e Nordisk Timber Eireli comentaram sobre as alegações no artigo da Mongabay (em inglês) abaixo. As seguintes empresas comentaram sobre as alegações no artigo da Época (em português) abaixo: Algar Agro, dona da ABC Inco e ABC Indústria e Comércio SA, Agro SB, a Bunge, a Cargill e o Frigorifico Xingara.

 

Bank of America, BlackRock, Brighton Collectibles, Capital Group, Conceria Cadore, Deutsche Bank, ED&F Man, Faeda, Guillemette & Cie, Invesco, Northwest Hardwoods, Santander, Thompson Mahogany Company e Vandecasteele Houtimport não responderam. T.Rowe Price disse que não responderá. Agropecuária Rio da Areia, Conceria Cristina, Groupe Rougier, Grupo BIHL: Agropecuária MALP & Frigorífico Redentor, Hoogendoorn Hout, Italpelli, JJ Samara Agronegócios Eireli, Keflico, Uniggel Proteção de Plantas, Usina Trapiche & Temape Group e Van den Berg Hardhout ainda não responderam e incluiremos suas respostas em um futuro próximo, se nos enviarem. Não conseguimos contactar a Farm Credit Services e nem a  Northwest Hardwoods.

Receba RSS dos resultados

Todos os componentes dessa história

Resposta
22 July 2019

Resposta da Acai GmbH

Autor: Acai GmbH

[Resposta disponível apenas em inglês]

Leia a postagem completa aqui

Resposta
22 July 2019

Resposta da Argus Comércio e Exportação de Alimentos

Autor: Arnaldo Andrade Betzel, representante das empresas BENEVIDES MADEIRAS e da ARGUS COMÉRCIO E EXPORTAÇÃO DE ALIMENTOS (Brazil)

...Arnaldo Andrade Betzel, representante das empresas BENEVIDES MADEIRAS LTDA – EPP e da ARGUS COMÉRCIO E EXPORTAÇÃO DE ALIMENTOS LTDA EPP, em resposta formal aos trabalho divulgados pelo Business and Human Rights Resource Center vem esclarecer...[:]...todas as atividades da Benevides Madeiras LTDA e da Argus Comércio e Exportação de Alimentos LTDA EPP são desenvolvidas em estrita observância à legislação ambiental brasileira...que visam, sobretudo, a proteção do meio ambiente...[O]...processo que tramita no IBAMA em nome de Arnaldo Andrade Betzel é absolutamente indevido, tendo sido iniciado sem qualquer respaldo jurídico e legal, no ano de 2018...[A]ssim, não há qualquer procedência nas informações que estão sendo veiculadas, sendo certo que a Benevides Madeiras, a Argus Comércio e Exportação de Alimentos e seus sócios, sempre observam as leis brasileiras, em especial às ambientais...

Baixe o documento inteiro aqui

Resposta
22 July 2019

Resposta da ASR Group

Autor: ASR Group

[Resposta disponível apenas em inglês]

Leia a postagem completa aqui

Artigo
22 July 2019

Resposta da Azimut Group

Autor: Azimut Group

[Resposta disponível apenas em inglês]

Leia a postagem completa aqui

Resposta
22 July 2019

Resposta da Barclays

Autor: Barclays

[Resposta disponível apenas em inglês]

Leia a postagem completa aqui

Resposta
22 July 2019

Resposta da Benevides Madeiras

Autor: Arnaldo Andrade Betzel, representante das empresas BENEVIDES MADEIRAS e da ARGUS COMÉRCIO E EXPORTAÇÃO DE ALIMENTOS (Brazil)

...Arnaldo Andrade Betzel, representante das empresas BENEVIDES MADEIRAS LTDA – EPP e da ARGUS COMÉRCIO E EXPORTAÇÃO DE ALIMENTOS LTDA EPP, em resposta formal aos trabalho divulgados pelo Business and Human Rights Resource Center vem esclarecer...[:]...todas as atividades da Benevides Madeiras LTDA e da Argus Comércio e Exportação de Alimentos LTDA EPP são desenvolvidas em estrita observância à legislação ambiental brasileira...que visam, sobretudo, a proteção do meio ambiente...[O]...processo que tramita no IBAMA em nome de Arnaldo Andrade Betzel é absolutamente indevido, tendo sido iniciado sem qualquer respaldo jurídico e legal, no ano de 2018...[A]ssim, não há qualquer procedência nas informações que estão sendo veiculadas, sendo certo que a Benevides Madeiras, a Argus Comércio e Exportação de Alimentos e seus sócios, sempre observam as leis brasileiras, em especial às ambientais...

Baixe o documento inteiro aqui

Resposta
22 July 2019

Resposta da BNP Paribas

[Resposta disponível apenas em inglês]

Leia a postagem completa aqui

Resposta
22 July 2019

Resposta da Boa-Franc

Autor: Boa-Franc

[Resposta disponível apenas em inglês]

Leia a postagem completa aqui

Resposta
22 July 2019

Resposta da ING

[Resposta disponível apenas em inglês]

Leia a postagem completa aqui

Resposta
22 July 2019

Resposta da JPMorgan Chase

Autor: JPMorgan Chase

[Resposta disponível apenas em inglês]

Leia a postagem completa aqui