Você será redirecionado/a para a história na qual essa parte de conteúdo se encontra, para que você possa lê-la dentro do contexto. Por favor, clique no link seguinte se não for direcionado/a automaticamente dentro de alguns segundos:
pt/brasil-novo-mar-de-lama-com-rompimento-de-barragens-de-minérios-da-vale-mata-dezenas-e-deixa-centenas-de-pessoas-desaparecidas-comunidades-e-meio-ambiente-destruídos-inclui#c188274

Brasil: Repórter Brasil denuncia lobby das mineradoras em Minas Gerais – empresas teriam financiado campanhas políticas em troca do afrouxamento de leis, inclui comentários da Sindiextra e do ex-governador de Minas Gerais Fernando Pimentel, não inclui com

Autor: Daniel Camargos, Repórter Brasil (Brazil), Publicado em: 26 April 2019

“A proximidade entre empresas mineradoras e políticos mineiros ficou explícita em casamento realizado há seis anos. Alguns dos convidados receberam doações das empresas do setor e participaram da elaboração de leis que reduziram critérios para fiscalização das barragens”, 26 de abril de 2019

...[J]osé Fernando Coura...[,]....em abril de 2013...[,]...celebrou o casamento da filha Luciana...[,]...[quando]...ocupava a presidência do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram). Coura é um defensor histórico dos interesses das mineradoras...[E]ntre os mil convidados do casamento da filha, estavam o então ministro Fernando Pimentel (PT), depois eleito governador Minas Gerais, o então presidente da Vale, Murilo Ferreira e o vice-governador da época, Alberto Pinto Coelho. Também prestigiaram o evento os presidentes da Assembleia Legislativa do Estado, Dinis Pinheiro; do Tribunal de Contas, Mauri Torres e da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), Olavo Machado. Donos de jornais circulavam pelo salão ao lado de pelo menos 9 deputados federais e 8 deputados estaduais...[P]ersonagens que seis anos depois seguem...com postos chave nos governos do presidente Jair Bolsonaro e do governador Romeu Zema, como Marcos Montes, secretário-executivo do Ministério da Agricultura e Adriano Magalhães, secretário adjunto do governo de Minas...[F]oi durante o governo de um dos convidados da festa, Fernando Pimentel (PT), que o estado de Minas Gerais afrouxou a política de licenciamento ambiental. A medida beneficiou a Vale no licenciamento da barragem que rompeu em Brumadinho...[D]os cerca de 25 políticos presentes à festa, pelo menos 20 tiveram campanhas financiadas por mineradoras ou siderúrgicas nas eleições de 2010 ou na seguinte ao casamento, em 2014...[O]utra mudança ocorrida no Estado foi a deliberação normativa  217 que passou a permitir, em alguns casos, rebaixar o potencial de risco das barragens, o que pode simplificar o processo de licenciamento para apenas uma etapa...

Leia a postagem completa aqui

Empresas relacionadas: Vale