Brasil: Trabalhadores são encontrados exaustos & e submetidos a condições de trabalho precárias em fazendas fornecedoras de cana para a Raízen

Autor: Daniela Penha, Repórter Brasil, (Brazil) , Publicado em: 24 October 2018

“Fazendas do interior de São Paulo que vendem cana para a Raízen foram flagradas com cerca de 80 trabalhadores sem carteira assinada e excesso de jornada; um deles passou mal por esgotamento”, 24 de outubro de 2018

...[E]m três propriedades rurais na região de Piracicaba, interior de São Paulo, auditores-fiscais do Ministério do Trabalho encontraram cerca de 80 cortadores de cana sem carteira assinada e que faziam jornadas excessivas...[A]...fiscalização...também constatou alojamentos precários e ônibus inadequados. Foram emitidos 17 autos de infração para três consórcios e dois fornecedores, responsáveis por 423 trabalhadores...[D]e acordo com a auditora Irani Aparecida Godoy, os consórcios...vendem cana-de-açúcar para a Raízen, multinacional que fabrica etanol e uma das maiores exportadoras de açúcar do mundo...[O]...encarregado do consórcio Consorio, Gener Borges...[,]...reconheceu que qualquer colheita acima de 10 toneladas diárias é excessiva. Ele informou que, “com apoio da Raízen”, está trabalhando para estabelecer um piso diário de produtividade para que os trabalhadores não precisem colher excessivamente...[A]...Raízen informou em nota que “incentiva os seus fornecedores a adotarem as melhores práticas e a respeitarem as leis trabalhistas” e que “quando identificadas questões pontuais de fornecedores que escapam a essas diretrizes, estas são imediatamente tratadas e sanadas”...[A]...multinacional...não informou se suspenderia a compra de cana das fazendas autuadas. A nota diz ainda que “a fiscalização citada não envolveu seus funcionários e prestadores de serviços”...Nos alojamentos também foram constatadas irregularidades...Trabalhadores também reclamaram da pouca quantidade de comida oferecida pelos empregadores...Foram autuados por diversas irregularidades três consórcios que vendem para Raízen: Consorio de Produtores Rurais, Renato Massena Quixabeira e Luis Antônio Neves. Além deles, foram também alvo da fiscalização os fornecedores José Clóvis Casarin, que é diretor na Associação dos Fornecedores de Cana de Piracicaba (Afocapi) e Cacilda Bisson Sanches. Clóvis Casarin e Renato Quixabeira informaram que preferiam não se manifestar. A Afocapi também não se manifestou...A reportagem não conseguiu contato com Cacilda Sanches e Luis Antônio Neves. Os mais de 400 trabalhadores encontrados em situação irregular receberam os devidos direitos trabalhistas...

Leia a postagem completa aqui

Empresas relacionadas: Raizen (joint venture Shell & Cosan)