abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthC4067174-3DD9-4B9E-AD64-284FDAAE6338@1xinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapeline, chart, up, arrow, graphlocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewArtboard 185profilerefreshIconnewssearchsecurityPathStock downStock steadyStock uptagticktooltiptwitteruniversalityweb

O conteúdo também está disponível nos seguintes idiomas: English

Artigo

13 Dez 2021

Author:
Istoé

Brasil: Commerzbank, Deutsche Bank e DZ Bank teriam investido mais de 1 bilhão de dólares em mineradoras envolvidas em conflitos no país

MST

"Bancos alemães financiam mineradoras envolvidas em conflitos no Brasil", 13 de dezembro de 2021

...Nos últimos cinco anos, três bancos alemães signatários dos princípios da ONU – o Commerzbank, o Deutsche Bank e o DZ Bank – teriam investido mais de 1 bilhão de dólares em mineradoras envolvidas em conflitos no Brasil, segundo uma recente reportagem do Observatório da Mineração.

...[O]...Commerzbank é mencionado...pelo investimento de 627 milhões de dólares na gigante britânica da mineração Anglo American, que atua no projeto do mineroduto Minas-Rio – alvo, há pelo menos dois anos, de denúncias de crimes ambientais...

O DZ Bank, por sua vez, é mencionado por ter 118 milhões de dólares em ações desse mesmo conglomerado britânico.

Em 2018, o mineroduto Minas-Rio rompeu duas vezes, derramando milhares de toneladas de minério de ferro...

...[A]...Anglo American disse seguir a legislação e altos padrões internacionais, mas que “não comentaria sobre suas relações comerciais com instituições financeiras”.

O Commerzbank também reafirmou todos os seus compromissos socioambientais, mas “pediu compreensão por não poder comentar sobre as relações individuais com os clientes”.

Já o DZ Bank disse à DW Brasil que a empresa de gestão de fundos pertencente ao Grupo DZ Bank estabelece processos de monitorização e gestão de riscos ambientais e de direitos humanos no seu universo de investimento.

...[O]..Deutsche Bank, por exemplo, é apontado como investidor de 59 milhões de dólares na empresa suíça Glencore...que até maio de 2021 manteve ações da CSN Mineração...

Em abril, a prefeitura de Itaguaí multou a CSN Mineração sob a acusação de ter despejado diretamente na Baía de Sepetiba minério de ferro sem tratamento e de operar com licença ambiental vencida há nove anos.

À DW Brasil, a CSN Mineração negou veementemente todas as acusações. A empresa encaminhou à reportagem a licença ambiental para operar em Itaguaí e também seu pedido de renovação...

...[O]...Deutsche Bank...disse que, por motivos jurídicos, não se manifestaria sobre o caso específico envolvendo a Glencore e a CSN Mineração, mas que, como banco global, tem “um papel importante a desempenhar na promoção da transição da economia para uma maior sustentabilidade”...