abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthC4067174-3DD9-4B9E-AD64-284FDAAE6338@1xinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapeline, chart, up, arrow, graphlocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewArtboard 185profilerefreshIconnewssearchsecurityPathStock downStock steadyStock uptagticktooltiptwitteruniversalityweb
Artigo

6 Nov 2022

Author:
Movimento dos Atingidos por Barragens, MAB

Brasil: Sete anos depois, pessoas atingidas reafirmam denúncias sobre danos não reparados no caso do rompimento da Barragem do Fundão e celebram as vitórias no processo judicial

“NOTA | RIO DOCE – SETE ANOS DE LUTA POR JUSTIÇA!”, 06 de Novembro de 2022

Depois de sete anos do crime da Samarco o que vemos é o crime sendo continuado. Não há reparação efetiva sendo feito pela Fundação Renova e nem pelas suas controladoras, as mineradoras Vale, BHP Billiton e Samarco.

São sete anos sem reassentamentos entregues. As casas que já estão prontas têm problemas em suas estruturas e não tem as mesmas características das casas anteriores dos atingidos (as)...Além disso, em toda a Bacia do Rio Doce, não é possível voltar à atividade econômica exercida anteriormente ao rompimento porque não há possibilidade de uso do rio para a pesca, o garimpo, o turismo ou lazer.

Vivendo esse as consequências permanentes desse crime em suas vidas, atingidos (as) estão adoecidos mental e fisicamente. E não há nada sendo feito para reparar esses danos à saúde das pessoas. As indenizações pagas até o momento, pautadas pelos interesses de grupos de advogados (as), não levam em consideração esta questão tão importante...

Importante nesse marco de 7 anos de crime apontar algumas conquistas que a luta de atingidos e atingidas organizadas coletivamente conseguiu alcançar:

Mudança do juiz federal responsável pelo caso;

Volta do Auxílio Financeiro Emergencial (AFE) para indígenas e diversas categorias que tiveram o auxílio suspenso nos últimos 3 anos;

Conquista de assessoria técnica independente em toda a Bacia do Rio Doce...

Devolução para os atingidos e atingidas dos valores (10%) pagos aos advogados no processo indenizatório Novel;

Divulgação do relatório do perito judicial (AECOM) mostrando a contaminação dos peixes na bacia do Rio Doce;

Divulgação dos laudos do perito judicial (AECOM) com valores indenizatórios para atingidos (as) com problemas estruturais em suas casas;

Direito ao reassentamento individual para diversas famílias atingidas em Mariana (MG) e Barra Longa (MG).

Reconhecimento de trechos do litoral norte do Espírito Santo como atingidos;

O fato da repactuação Rio Doce não ter avançado de acordo com os interesses das mineradoras...

Linha do tempo