abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthC4067174-3DD9-4B9E-AD64-284FDAAE6338@1xinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapeline, chart, up, arrow, graphlocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewArtboard 185profilerefreshIconnewssearchsecurityPathStock downStock steadyStock uptagticktooltiptwitteruniversalityweb
Artigo

22 Set 2021

Autor/autora:
G1

Brasil: Devido ao custo elevado, Prevent Senior teria criado "personal da morte" para evitar que pacientes em condições de recuperação ficassem internados em UTI

"CPI: Prevent Senior inventou o "personal da morte"", 22 de setembro de 2021

...O senador Otto Alencar (PSD-BA) passou as últimas semanas ouvindo médicos que trabalharam na Prevent Senior durante a pandemia e reuniu provas de que o plano da saúde criou a figura do "personal da morte".

O nome técnico que a Prevent dava para o cargo era "paliatista", mas nada tinha a ver com a definição de cuidados paliativos da Organização Mundial da Saúde.

Segundo Otto Alencar, o "'personal da morte' tinha objetivo de evitar que pacientes em condições de recuperar a saúde fosse cuidado em UTI, usando para este fim sedativos fortes e bombas de morfina. Não existe esse tratamento. Essa especialidade da Prevent é nova conduta para morte".

Em resumo: o foco não era a qualidade de vida de um doente desenganado, mas impedir um tratamento mais caro para quem ainda tinha chances de se recuperar.

Sobre a denúncia, a Prevent Senior respondeu, por meio de sua assessoria de imprensa, que nega a denúncia. "É um absurdo. Esclareceremos todas as dúvidas no depoimento [à CPI da Covid] que começa logo mais"...

Story Timeline