abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthC4067174-3DD9-4B9E-AD64-284FDAAE6338@1xinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapeline, chart, up, arrow, graphlocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewArtboard 185profilerefreshIconnewssearchsecurityPathStock downStock steadyStock uptagticktooltiptwitteruniversalityweb
Artigo

1 Abr 2022

Author:
Radio Brasil Atual

Brasil: iFood coloca dinheiro para esvaziar greve dos entregadores

“iFood injeta dinheiro para esvaziar greve dos entregadores”, 01 de abril de 2022

Diante do anúncio da greve dos entregadores...iFood...anunciou uma “promoção”, pagando um extra de R$ 3 a mais por corrida durante a hora do almoço. Além disso, teria antecipado um reajuste de R$ 1 para R4 1,50 por quilômetro rodado. Muitos entregadores, em mobilização justamente pelos ganhos tão baixos, preferiram trabalhar.

…Mesmo assim trabalhadores fizeram ato diante da sede da plataforma de entregas em São Paulo...A greve, no entanto, segue em várias localidades, com apoio da opinião pública e até de algumas autoridades...

Os entregadores reivindicam, entre outras coisas, a desobrigação de agendar previamente o horário de trabalho; o fim de duas ou mais entregas em uma mesma corrida; que o atendimento deixe de ser feito por robôs; o fim dos bloqueios não justificados; a distribuição de pedidos de maneira igualitária entre as modalidades de entregadores e que as taxas sejam reajustadas anualmente.