abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthC4067174-3DD9-4B9E-AD64-284FDAAE6338@1xinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapeline, chart, up, arrow, graphlocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewArtboard 185profilerefreshIconnewssearchsecurityPathStock downStock steadyStock uptagticktooltiptwitteruniversalityweb
Artigo

6 Jan 2021

Autor/autora:
Leonardo Sakamoto, UOL

Brasil: Indígenas brasileiros e paraguaios, incluindo adolescentes, foram resgatados de condições análogas às de escravo em uma fazenda de pecuária bovina

“MS: Nove indígenas caiovás são resgatados da escravidão em fazenda de gado”, 04 de Janeiro de 2020

Nove indígenas da etnia Caiová, dos quais dois adolescentes de 14 e 15 anos, foram resgatados de condições análogas às de escravo em uma fazenda de pecuária bovina em Porto Murtinho, em Mato Grosso do Sul.

A ação, que contou com a participação da Polícia Federal, que havia recebido uma denúncia, da Polícia Militar Ambiental e de auditores fiscais do trabalho, encontrou também seis paraguaios e dois brasileiros, todos em situação degradante - um dos elementos que caracteriza o trabalho escravo contemporâneo.

Segundo o auditor fiscal...que coordenou a ação, eles estavam alojados em barracos de lona precários, não contavam com instalações sanitárias e faziam suas necessidades fisiológicas no mato, usando a água do córrego para cozinhar, lavar as roupas, tomar banho e matar a sede. Atuando na construção de cercas e na limpeza do pasto, aplicavam agrotóxicos sem equipamento de proteção individual, contaminando-se...

De acordo com auditor fiscal, um dos estrangeiros resgatados já havia sido escravizado em outra fazenda em Mato Grosso do Sul, em 2013, e retirado da fazenda por uma equipe de fiscalização do governo federal...