abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapeline, chart, up, arrow, graphlocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewArtboard 185profilerefreshnewssearchsecurityPathStock downStock steadyStock uptagticktooltiptwitteruniversalityweb
Artigo

Brasil: ONG revela que parlamento britânico financia desmatamento ao investir na JBS

“Fundo do parlamento britânico financia desmate ao investir na JBS, diz ONG”, 25 de maio de 2021

O fundo de pensão do parlamento britânico financia o desmatamento da Amazônia através de investimentos na JBS, segundo um relatório publicado...pela ONG britânica Feedback, a partir da análise de dados divulgados anualmente pelo governo do Reino Unido.

Segundo o relatório, o parlamento investe em um fundo da gestora Blackrock, chamado iShares, que aplica US$ 67 milhões (R$ 356 milhões) nas 35 maiores empresas do setor de carne e laticínios do mundo. Desse total, US$ 8 milhões (R$ 42,5 milhões) vão para a JBS.

Maior produtora de carne do mundo, a brasileira é o destaque do relatório por suas implicações com o desmatamento na Amazônia e no Cerrado, através da compra de gado provenientes de áreas desmatadas ilegalmente, reveladas por investigações e monitoramentos independentes das cadeias produtivas, como já mostraram as iniciativas Mighty Earth e Trase. Após sofrer pressões internacionais de investidores, a JBS anunciou no último mês o compromisso de zerar o desmatamento da sua cadeia produtiva até 2025.

Em nota, a JBS refutou a informação de que seus produtos tenham ligação com desmatamento e questionou a qualidade do relatório. “A JBS não tolera desmatamento em sua cadeia de fornecimento, conforme Política de Compra Responsável de Matéria-prima, aplicada a todos os seus fornecedores”, diz o texto da nota. “O relatório em questão contém falhas graves”, reforçou. A Blackrock não retornou ao contato da reportagem.

...O fundo de pensão do parlamento britânico não detalha os valores investidos no fundo da Blackrock, mas a análise aponta que mais de 40% dos ativos do fundo de pensão estão distribuídos em sete fundos da Blackrock.“Este tipo de alerta mostra que os compromissos do fundo do parlamento de contribuir para chegarmos a emissões zero em 2050 são um tanto vazios”, afirma Jessica Sinclair Taylor, responsável pelo relatório da Feedback. As informações do relatório são usadas pelos ambientalistas britânicos para pressionar o parlamento a responsabilizar o setor financeiro na nova legislação ambiental que deve ser aprovada neste ano.

...“O esforço da União Europeia para acabar com o desmatamento é melhor; o parlamento europeu já recomenda uma regulamentação que inclui o setor financeiro na responsabilidade de provar que não financia o desmate. Se o Reino Unido não o fizer, terá uma lei ultrapassada antes mesmo dela vigorar”, afirma o relatório...