abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthC4067174-3DD9-4B9E-AD64-284FDAAE6338@1xinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapeline, chart, up, arrow, graphlocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewArtboard 185profilerefreshIconnewssearchsecurityPathStock downStock steadyStock uptagticktooltiptwitteruniversalityweb

O conteúdo também está disponível nos seguintes idiomas: español

História

4 Nov 2021

Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas 2021 (COP26)

RT en vivo

A Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas de 2021 (COP26), uma cúpula climática internacional que começou em 31 de outubro, está sendo apontada como um "ponto de virada para a humanidade". Para que a COP26 seja considerada um sucesso, muitos especialistas concordam que ela deve atingir alguns objetivos-chave: preservar o objetivo de limitar o aumento da temperatura global a 1,5C; assegurar a eliminação gradual dos combustíveis fósseis, por meio de compromissos confiáveis por parte de governos, financiadores e empresas; cumprir a promessa de US$ 100 bilhões até 2020 em financiamento climático, o que permitiria investimentos ambiciosos em energia renovável; e deve chegar a um acordo claro sobre regras para o comércio global de créditos para reduções de carbono. Mas estes objetivos, se alcançados, não serão efetivos se o acordo climático alcançado não se pautar nos direitos humanos. Em nossa cobertura da COP26, destacamos as vozes dos povos indígenas, apelando para que os direitos da terra sejam uma solução climática chave; das organizações de direitos dos trabalhadores, exigindo que os vínculos entre deslocamento climático e trabalho forçado sejam abordados, e do movimento de direitos humanos e ambientais, concordando que a mineração de transição precisa ser modificada para que a transição de energia renovável seja justa. O compromisso e a ação ambiciosa dos investidores, reconhecendo a necessidade de uma transição rápida mas justa, serão cruciais para garantir que as demandas dos portadores desses direitos se concretizem.

Linha do tempo