Moçambique: Desastre no país está ligado a aquecimento global, mudanças climáticas, petróleo e desigualdades entre países, afirma especialista

Autor: Alexandre Araújo Costa, Correio da Cidadania (Brazil), Publicado em: 2 April 2019

“Moçambique: o nome não é ‘Ajuda Humanitária’. É dívida climática!”, 26 de março de 2019

Neste ano já ti­vemos en­chentes de­vas­ta­doras as­so­ci­adas a eventos ex­tremos...[E]ventos si­mi­lares pro­duzem im­pactos mai­ores...quanto mais po­bres e vul­ne­rá­veis forem os países e as co­mu­ni­dades sobre os quais eles se aba­terem...[A]...tra­gédia, que fi­nal­mente pa­rece chamar a atenção do mundo...[:]...[o]...Ci­clone Tro­pical Idai...[T]rês países po­bres (Ma­lawi, Zim­babwe e par­ti­cu­lar­mente Mo­çam­bique) foram du­ra­mente cas­ti­gados......Moçambique foi vítima sim, do petróleo. Não daquele que em tese poderia haver em seu subsolo (e que pelo visto realmente não há), mas daquele que fora tirado do subsolo de outro lugar, queimado e despejado na atmosfera como CO2…[O]... aquecimento global...está produzindo e produzirá cada vez mais tempestades extremamente severas e mortíferas...[O]...aban­dono da África à sua pró­pria sorte...é uma amostra ter­rível da pro­funda de­si­gual­dade por trás das mu­danças cli­má­ticas...[S]em in­dús­tria ou agri­cul­tura in­ten­siva, esses países não têm res­pon­sa­bi­li­dade al­guma sobre o caos cli­má­tico...[O]... "es­ta­du­ni­dense médio" tem um im­pacto cli­má­tico equi­va­lente a 55 "mo­çam­bi­canos mé­dios"...[M]as para tal, seria ne­ces­sário re­duzir as emis­sões glo­bais pela me­tade até 2030...[I]sso sig­ni­fica que as emis­sões per ca­pita dos EUA têm de ser re­du­zidas por um fator de 7 vezes. As dos ha­bi­tantes de Mo­çam­bique po­de­riam até crescer por um fator de 8! Em uma dé­cada, esse cres­ci­mento per­mi­tiria a pes­soas de países muito po­bres da África acesso à energia, água po­tável, sa­ne­a­mento, hos­pi­tais, es­colas, uni­ver­si­dades e in­fra­es­tru­tura de mo­ni­to­ra­mento, pre­venção e as­sis­tência em caso de eventos ex­tremos...[O]...que pre­ci­samos não é de "ajuda hu­ma­ni­tária", mas do pa­ga­mento da DÍ­VIDA CLI­MÁ­TICA...

Leia a postagem completa aqui