Relatório mostra que a indústria de mineração está se beneficiando da pandemia enquanto coloca em risco comunidades, defensores dos direitos humanos e trabalhadores/as; inclui respostas das empresas

Um relatório publicado por uma coalizão de organizações da sociedade civil (Earthworks, Institute for Policy Studies - Global Economy Program, London Mining Network, MiningWatch Canada, Terra Justa, War on Want e Yes to Life No to Mining) analisa através de uma série de estudos de caso as principais tendências da resposta do setor de mineração à pandemia global do COVID-19.

O relatório conclui que:

  • As empresas de mineração estão ignorando as ameaças reais da pandemia e continuam operando
  • Governos de todo o mundo estão tomando medidas para encerrar protestos legítimos e promover o setor de mineração
  • As empresas de mineração estão usando a pandemia como uma oportunidade de se esconder como atores de opinião pública, apesar dos direitos humanos e do histórico ambiental deficientes
  • Empresas de mineração e governos estão usando a crise para garantir mudanças regulatórias que favorecem o setor às custas das pessoas e do planeta

O relatório foi seguido por uma declaração assinada por mais de 300 organizações condenando o comportamento do setor de mineração durante a pandemia.

O Business & Human Rights Resource Centre convidou as empresas mencionadas no relatório a responder.

Esta história inclui respostas em português da Vale

Veja a história em inglês para obter respostas da:

  • Yamana Gold 
  • Teck Resources 
  • Polyus 
  • Barrick Gold 
  • Dalradian Resources 
  • Torex Gold 
  • OceanaGold 
  • Pan American Silver 
  • Hudbay Minerals 
  • Alamos Gold 
  • Newcrest Mining 
  • Lundin Gold 
  • Imperial Oil 
  • Solaris Resources 
  • Anglo American 
  • Vale 

Veja a história em espanhol para ver as respostas de:

  • Torex Gold
  • Prata Pan-Americana
  • Hudbay Minerals
  • Recursos Solaris
Receba RSS dos resultados

Todos os componentes dessa história

Resposta
2 July 2020

Resposta da Vale

Autor: Vale

Desde o início da pandemia, a Vale vem realizando uma série de ações para prevenir e mitigar os efeitos provocados pelo novo coronavírus. Uma das ações mais importantes é seguir à risca uma das recomendações da OMS, a realização da testagem em massa... A testagem em massa dá transparência ao número de pessoas que tiveram contato com o vírus e ajuda empresas e o poder público a definirem as ações mais efetivas contra a pandemia e de atenção às pessoas que contraíram o vírus... Os testes realizados pela Vale, em Itabira, MG, assim como em demais localidades, foram iniciados e concluídos de acordo com o programa estabelecido pela empresa... A Vale atua em uma atividade considerada essencial e continuará fazendo a testagem em massa de seus empregados sendo coerente com sua política de prevenção e combate ao novo coronavírus... a Vale trabalha com um contingente mínimo de pessoas de forma a manter apenas as atividades essenciais com segurança. Além do 'home office', adotado desde 16 de março, a empresa colocou em prática uma série de ações para proteger a saúde e a segurança de seus empregados e terceiros, como a manutenção dos trabalhadores acima de 60 anos ou com fatores de risco em casa, escalonamento de turnos e desinfecção constante dos ambientes, o uso obrigatório de máscaras nas unidades... 

Baixe o documento inteiro aqui

Artigo
2 June 2020

Lançamento Global do Relatório: Vozes da Terra – Como a indústria da mineração global está se beneficiando da pandemia de COVID-19

Autor: Comitê Nacional em Defesa dos Territórios frente à Mineração

 

...300 organizações Globais assinaram o Manifesto: O setor global da mineração aproveitando a pandemia da COVID19: tendências, impactos e respostas...Desde março, o setor mineral tem sido declarado essencial em muitos países ao redor do mundo, permitindo que operem em meio a lockdowns governamentais com resultados devastadores, de acordo com o novo relatório. A análise tem por base relatos de campo e o levantamento de aproximadamente 500 fontes incluindo notícias e declarações de empresas e organizações da sociedade civil. Dessas, 180 são diretamente relacionadas a comunidades e trabalhadores...os autores chamam a atenção para o fato de instalações mineradoras estarem se tornando centros de disseminação da doença, colocando em grande risco trabalhadores, bem como comunidades Indígenas e rurais, muitas das quais já têm a saúde impactada pelas atividades da mineração. Mais de 3.000 trabalhadores da mineração em 18 países diferentes relataram surtos nas minas onde trabalham...A falta de testes em muitos lugares e um monitoramento limitado significam que os números poderiam ser muito maiores, afirmou um dos analistas.

Diante do estabelecimento de lockdowns, defensores dos territórios e das águas passam a sofrer riscos crescentes. Relatos de campo indicam que empresas e governos estão usando a pandemia para abafar ou reprimir manifestações comunitárias existentes há muito tempo, como nas Filipinas, em Honduras, na Turquia e no Equador. Defensores de direitos humanos também estão sendo ameaçados e assassinados com maior frequência em países como Colômbia e México, de acordo com fontes locais. Em alguns casos, mudanças na legislação estão sendo implementadas e poderão aprofundar a criminalização de manifestações e aumentar a repressão...

Relatório em Inglês: Aqui

Relatório em Português:  Aqui

[Este relatório foi organizado com contribuições de Earthworks (EUA), Institute for Policy Studies – Global Economy Program (EUA), London Mining Network (Reino Unido), MiningWatch Canada, Terra Justa, War on Want (Reino Unido) e Yes to Life No to Mining com o apoio de muitas outras organizações...]

Leia a postagem completa aqui