Você será redirecionado/a para a história na qual essa parte de conteúdo se encontra, para que você possa lê-la dentro do contexto. Por favor, clique no link seguinte se não for direcionado/a automaticamente dentro de alguns segundos:
pt/brasil-relatório-da-oxfam-revela-falta-de-transparência-e-diligência-devida-condições-indignas-de-trabalho-e-pobreza-doas-trabalhadareas-que-plantam-e-colhem-frutas-carrefour-grupo#c198171

Resposta do Carrefour

Autor: Carrefour, Publicado em: 28 October 2019

Resposta do Carrefour

"...O Carrefour preza pelo respeito e bem-estar de todos que integram suas cadeias produtivas. O compromisso com os direitos humanos faz parte da cultura interna e de relacionamento com todos os fornecedores da companhia. A rede possui um Código de Ética e Social para Fornecedores com cláusulas rigorosas que reiteram que apenas aqueles que partilham dos mesmos princípios podem ser parceiros comerciais do Carrefour. Além disso, é apresentado neste material o comprometimento da empresa em apoiar os 10 princípios do pacto global da ONU. Com a iniciativa global Act for Food, a companhia tem estreitado ainda mais o contato com os produtores locais. Em linha com as condições existentes em seus contratos, a companhia repudia qualquer conduta que configure trabalho escravo ou sob condições diferentes daquelas previstas em lei. O Carrefour, inclusive, é membro fundador do InPacto, Instituto Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo e reforça que realiza auditorias anuais junto aos fornecedores da marca Sabor & Qualidade e Carrefour. Além disso contamos com fornecedores que possuem o certificado Global Gap, certificação internacional do agronegócio, onde boas práticas de produção são verificadas..."

Baixe o documento inteiro aqui

Aqui uma resposta das seguintes empresas: Carrefour