abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapeline, chart, up, arrow, graphlocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewArtboard 185profilerefreshnewssearchsecurityPathStock downStock steadyStock uptagticktooltiptwitteruniversalityweb

这页面没有简体中文版本,现以简体中文显示Portuguese

企业回应

Resposta da Anglo American

...1 – Na visão da Anglo, qual o motivo para a queda do porto?

A Anglo American realizou estudos com profissionais de instituições respeitadas e independentes do Brasil e do Exterior...Todos esses estudos apontam que o acidente não envolveu qualquer causa cuja responsabilidade possa ser imputada à empresa....

2 – O laudo da Politec aponta para peso elevado na área que desabou. Como a Anglo avalia isso?

A Anglo American já apresentou na Justiça laudos de especialistas brasileiros e internacionais indicando que houve um colapso abrupto e inesperado do solo no porto e que o acidente se deu por causas naturais, absolutamente imprevisíveis, sem qualquer responsabilidade da empresa…

3 – O que a Anglo forneceu de assistência às famílias dos mortos no acidente? E por quanto tempo?

...Desde 2013, ou seja, logo após o acidente, a Anglo American começou a pagar as indenizações, os planos de saúde e odontológico das esposas e dos filhos dos trabalhadores falecidos e continuará pagando até 2023. Além disso, garantiu e garante a educação de todos os filhos das famílias impactadas até que concluam o primeiro curso de graduação...Dos 25 familiares envolvidos, 24 já assinaram esses novos acordos com a Anglo American...

4 – A Anglo já pagou os valores deste acordo https://www.mpap.mp.br/noticias/gerais/anglo-vai-pagar-47-milhoes-por-danos-ambientais-e-sociais-em-acordo-firmado-com-o-ministerio-publico-estadual-e-federal ?

Sim. Os R$ 47 milhões acordados para os municípios de Santana, Pedra Branca do Amapari e Serra do Navio já foram depositados judicialmente e serão utilizados em obras estruturais devidamente fiscalizadas pelo Ministério Público Federal e pelo MP Estadual.

5 – Por que a Anglo decidiu se desfazer do projeto Amapá e vender à Zamin?

...A mina no Amapá foi considerada como ativo não essencial no Brasil, uma vez que a empresa estava focando esforços no desenvolvimento do Minas-Rio….

6 – A CPI da Alap aponta que seis meses antes da transação, a Zamin possuía um contrato social de R$ 500. A Anglo, para poder efetivar o negócio, cedeu seus ativos à Zamin, para que esta pudesse contrair um empréstimo em um banco internacional onde o dinheiro foi repassado diretamente para as contas da Anglo. Fonte: http://www.al.ap.gov.br/pagina.php?pg=exibir_noticia&idnoticia=9863

Qual a posição da Anglo sobre isso?

...A Anglo American não possui relação com a Zamin. São empresas independentes, com estruturas acionárias distintas...

Story Timeline