abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapelocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewprofilerefreshnewssearchsecurityPathtagticktooltiptwitteruniversalityweb

This page is not available in Français and is being displayed in Portuguese

Rapport

Brasil: Relatório alega que empresas do norte são cúmplices dos ataques a indígenas e crescimento do desmatamento por suas relações comerciais

"Cumplicidade na destruição: Como os consumidores e financiadores do Norte permitem o ataque do governo Bolsonaro à Amazônia Brasileira", maio de 2019

 

...Como a maior floresta tropical do mundo, a Amazônia fornece 20% de nosso oxigênio, abriga 10% da biodiversidade do planeta e ajuda a estabilizar o clima global. O mundo precisa disso para sobreviver. Ninguém entende isso melhor do que os povos indígenas e comunidades tradicionais que o chamam de lar, e são comprovadamente os melhores administradores. Apesar de sua importância, a Amazônia brasileira e seus povos estão sofrendo o pior ataque em uma geração. O desmatamento está crescendo dramaticamente, enquanto as duras proteções ambientais e de direitos humanos, fundamentais para o futuro da floresta, estão sob sério ataque. Os povos indígenas e as comunidades tradicionais sofrem violência desproporcional e repressão por defender seus direitos e florestas.A ascensão do político de extrema direita Jair Bolsonaro à presidência do Brasil exacerba profundamente a crise ambiental e de direitos humanos do país. Desde que assumiu o poder, seu governo reduziu os padrões socioambientais fundamentais para preservar a integridade ecológica da Amazônia e o bem-estar dos povos da floresta. As severas reversões políticas de Bolsonaro estão ocorrendo no contexto de um ataque generalizado aos princípios e instituições democráticas do país.Uma facção dominante e conservadora do poderoso setor agroindustrial do país, conhecido como “ruralistas”, está ajudando a impulsionar a agenda de Bolsonaro na Amazônia. Trabalhando dentro do governo de Bolsonaro, os representantes da indústria estão tirando a proteção das florestas e dos direitos à terra, a fim de obter acesso irrestrito às áreas atualmente protegidas da atividade industrial. Seu sucesso significaria um desastre para as florestas amazônicas brasileiras e os povos indígenas e tradicionais que os chamam de lar, enquanto comprometem o clima global...

Part of the following stories

Brasil: Relatório da Art. dos Povos Indígenas do Brasil e Amazon Watch alega cumplicidade de empresas no desmatamento da Amazônia e em violações de direitos humanos; empresas respondem

Brazil: NGO report alleges companies complicit in deforestation & human rights abuses in the Amazon