abusesaffiliationarrow-downarrow-leftarrow-rightarrow-upattack-typeburgerchevron-downchevron-leftchevron-rightchevron-upClock iconclosedeletedevelopment-povertydiscriminationdollardownloademailenvironmentexternal-linkfacebookfiltergenderglobegroupshealthC4067174-3DD9-4B9E-AD64-284FDAAE6338@1xinformation-outlineinformationinstagraminvestment-trade-globalisationissueslabourlanguagesShapeCombined Shapeline, chart, up, arrow, graphlocationmap-pinminusnewsorganisationotheroverviewpluspreviewArtboard 185profilerefreshIconnewssearchsecurityPathStock downStock steadyStock uptagticktooltiptwitteruniversalityweb

This page is not available in English and is being displayed in Portuguese

Article

1 Mar 2022

Author:
G1

Guerra na Ucrânia: Empresas deixam a Rússia e interrompem serviços e investimentos

"As empresas que deixaram a Rússia depois do início da guerra", 01 de março de 2022

...Uma lista crescente de multinacionais anunciou a saída da Rússia por conta da invasão à Ucrânia na última semana. Com sanções econômicas que desencadearam uma crise financeira no país e a possibilidade de colapso reputacional, empresas estão abandonando uma base de investimentos feitos no país desde a reabertura econômica em 1991...

A BP foi a primeira a confirmar que abandonaria uma participação de 19,75% na gigante petrolífera russa Rosneft, um movimento que pode custar à empresa britânica mais de US$ 25 bilhões...

Em seguida, a Shell anunciou que sairá de todas as suas operações russas, incluindo uma grande usina de gás natural liquefeito (GNL), a Sakhalin 2...

Mais uma gigante do petróleo, a Exxon anunciou que também vai descontinuar suas operações...

A norueguesa Equinor afirmou em nota ao g1 que manteve presença na Rússia por 30 anos, mas que "a continuidade da atividade no país se tornou insustentável" durante a guerra...

Outra gigante do setor energético, a francesa Total também tem investimentos pesados em gás natural no país, mas por ora anunciou apenas que não fará novos aportes para desenvolvimento de novos projetos na Rússia...

A gigante de transporte marítimo Maersk anunciou que interromperá temporariamente todo o transporte de contêineres em direção ou partida da Rússia. A Maersk detém 31% da operadora portuária russa Global Ports...

Outra grande empresa de transporte de contêineres, a Ocean Network Express (ONE) suspendeu transporte para a Rússia, tanto de chegada como saída...

A empresa de transporte MSC interrompeu as reservas de carga para a Rússia, mas ainda aceitará alimentos e cargas humanitárias.

A companhia de navegação alemã Hapag Lloyd disse que suspendeu temporariamente as reservas para a Rússia e interrompeu as viagens para a Ucrânia...

A...[Boeing]...suspendeu a manutenção e a assistência técnica para as companhias aéreas russas. A empresa também paralisou suas operações no campo de treinamento de Moscou...

A...[Airbus]...também anunciou sanções: interrompeu o envio de peças e o apoio a linhas aéreas russas – mas estava avaliando se seu centro de engenharia em Moscou poderia continuar oferecer serviços aos clientes locais...

A Apple interrompeu todas as vendas de produtos na Rússia...A empresa traçou uma série de ações em resposta à invasão, incluindo a interrupção de todas as exportações em seus canais de vendas no país. O Apple Pay e outros serviços foram limitados, disse a empresa...

A Adidas rompeu o contrato de patrocínio com a Federação Russa de Futebol...

...A Fifa suspendeu a Federação de Futebol da Rússia (RFU), proibindo o país de disputar as Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar – e consequentemente o próprio Mundial...

Além disso, o Comitê Olímpico Internacional (COI) divulgou um comunicado em que recomenda que atletas e oficiais da Rússia e de Belarus não sejam convidados para competições...

A montadora alemã Daimler Trucks disse que congelaria suas atividades comerciais e fábrica na Rússia “com efeito imediato”...

No setor automotivo, a Renault é a empresa com mais exposição à crise russa, mas já anunciou medidas de paralisação no país.

Volvo, Harley Davidson, GM e Jaguar Land Rover...decidiram agir com embargos às vendas em território russo...

A fabricante de pneus finlandesa Nokian Tires decidiu transferir a produção de algumas de suas principais linhas de produtos da Rússia para a Finlândia e para os Estados Unidos...

O maior fundo soberano do mundo, da Noruega, informou que decidiu vender seus ativos russos após a invasão à Ucrânia...

As gigantes do entretenimento Disney, Sony Pictures e Warner suspenderam as estreias de seus filmes nos cinemas da Rússia...

A Disney atribuiu o embargo “à invasão não provocada à Ucrânia e à trágica crise humanitária” decorrente do conflito, e decidiu não rodar o lançamento ‘Red - Crescer é uma Fera’, da Pixar, no país...

A Netflix disse que não deve cumprir a lei de audiovisual da Rússia que exige a inclusão de 20 canais públicos para poder operar no país...

Timeline